Franco-Atiradores

Clandestinidade e informalidade nos combates democráticos em Angola (Abril de 1958 - Abril de 2017)

de Jonuel Gonçalves

editor: Editora Guerra & Paz
A luta pela democracia em Angola contada na primeira pessoa
VENDA O SEU LIVRO i
Em nome da independência e da democracia em Angola, Jonuel Gonçalves passou por várias estruturas e formas de luta: o movimento independentista, os bastidores da guerrilha, a assunção do poder pelo MPLA, as batalhas da guerra civil. A partir da sua própria experiência e de testemunhos de outros resistentes empenhados nesses combates, revela arriscadas formas de oposição e de militância e o contributo que deram ao processo de abertura em Angola.
Todos os movimentos angolanos criados na segunda metade do século XX tiveram origem em pequenos grupos - às vezes uma célula - clandestinos ou exilados. Três cresceram e criaram grandes estruturas partidárias, tendo surgido dissidências no interior dos mesmos por reivindicações democráticas. Antes e depois da independência, também surgiram grupos informais anónimos, de duração variável e renovação constante. Após os anos 90, a crítica informal manteve-se, com vários riscos mas sem clandestinidade. Este contexto, revelador da dinâmica cívica angolana, é aqui analisado na perspetiva de um franco-atirador, ou seja, de alguém que preserva a liberdade e a independência críticas.

Franco-Atiradores

Clandestinidade e informalidade nos combates democráticos em Angola (Abril de 1958 - Abril de 2017)

de Jonuel Gonçalves

ISBN: 9789897022951
Editor: Editora Guerra & Paz
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 229 x 14 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 208
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Política > Política em Geral
EAN: 9789897022951
Jonuel Gonçalves

Jonuel (José Manuel) Gonçalves. Lutou pela independência e democratização de Angola, portanto, teve a maior parte da existência dividida entre o combate clandestino e os exílios. Aproveitou estes para, aos solavancos, chegar até ao mestrado. Quando o fim das guerras angolanas do século XX permitiu, fez o doutoramento. A partir daí dedicou-se à docência (agora numa universidade brasileira), a escrever coisas diferentes das que escrevia nos anos de chumbo e a nomadizar entre África, Brasil e Portugal. Publicou livros de não ficção, Franco Atiradores, A Economia ao longo da História de Angola (editados em Angola); e de ficção Café Gelado e Relato de Guerra Extrema (editados em Angola e no Brasil).

(ver mais)
Editora Guerra & Paz
15,50€ 10% CARTÃO
portes grátis
Perfil Criativo - Edições
10,00€ 10% CARTÃO
Editora Guerra & Paz
16,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
Edições Avante
15,00€ 10% CARTÃO
portes grátis