10% de desconto

Empresa, Progresso e Contestação

O primeiro século de estudos organizacionais

de Miguel Pina e Cunha, Sandro Ferreira Mendonça e José Vieira da Cunha

editor: Edições Sílabo, janeiro de 2010
«Warren Buffet despertou para a caridade aos 76 anos, depois de acumular uma imensa riqueza. Gates surpreendeu tudo e todos com a sua súbita consciência social, depois de se afirmar como presidente e CEO de uma empresa com fama de 'monstro impiedoso'».

Este excerto de uma reportagem no Financial Times em Outubro de 2006 ilustra as tensões que marcam a actividade das empresas. São as empresas uma fonte de progresso ou mecanismos exploradores criados para gerar lucro para os patrões e os gestores? Merecem o pleno envolvimento dos seus membros ou devem ser alvo de desconfiança e resistência? Melhoram as nossas vidas ou escravizam-nos em nome do consumo? Este livro discute estas e outras questões sobre o papel das empresas nas sociedades ditas «organizacionais». Considera o trabalho daqueles que celebram a empresa mas também o dos que a criticam. Abarca Frederick Taylor e Karl Marx, Peter Drucker e Naomi Klein, Milton Friedman e Michael Hardt. Dirige-se aos que estudam mas também aos que gerem e trabalham nesta instituição estruturante das economias contemporâneas.

Empresa, Progresso e Contestação

O primeiro século de estudos organizacionais

de Miguel Pina e Cunha, Sandro Ferreira Mendonça e José Vieira da Cunha

Propriedade Descrição
ISBN: 9789726185642
Editor: Edições Sílabo
Data de Lançamento: janeiro de 2010
Idioma: Português
Dimensões: 167 x 238 x 15 mm
Páginas: 256
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Economia, Finanças e Contabilidade > Economia Livros em Português > Gestão > Gestão e Organização
EAN: 9789726185642
Gestão Comparada - Comparative Management

Gestão Comparada - Comparative Management

10%
Edições Sílabo
15,04€ 10% CARTÃO
portes grátis
Concepção à Escuta do Mercado

Concepção à Escuta do Mercado

Envio até 15 dias úteis
10%
Edições Sílabo
15,11€ 10% CARTÃO
portes grátis