10% de desconto

Cultura - Tudo o Que é Preciso Saber

(14ª edição - Edição Revista e Adaptada para Portugal)

de Dietrich Schwanitz

editor: Dom Quixote, outubro de 2012
VENDA O SEU LIVRO i
Este livro aborda os episódios remotos e centrais do Antigo e Novo Testamento; a emergência dos Estados e a epopeia da modernização, as revoluções e a democracia; a evolução da Literatura, a Arte e a Música através das suas grandes obras; o desenvolvimento da Ciência e da Filosofia, o campo de batalha das ideologias, cosmogonias e teorias, mas também a educação que dão os livros, os colégios ou as universidades, os jornais e os foros de opinião.
Um quadro cronológico, uma breve relação dos livros que mudaram o mundo e conselhos de leitura aumentam a utilidade desta obra imprescindível.

Cultura - Tudo o Que é Preciso Saber

(14ª edição - Edição Revista e Adaptada para Portugal)

de Dietrich Schwanitz

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722050272
Editor: Dom Quixote
Data de Lançamento: outubro de 2012
Idioma: Português
Dimensões: 155 x 235 x 42 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 648
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Antropologia Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Sociologia
EAN: 9789722050272
e e e e E

Uma base de sugestões literárias

C. S.

Exposição de Dietrich Schwanitz (1940-2004), professor alemão de Estudos Ingleses, sobre aquilo que considera serem as bases culturais que qualquer indivíduo ocidental deve ter. Interessantes propostas de leitura, sobretudo, tendo em conta a origem do Autor, pelas propostas de literatura alemã, se bem que um cânone seja sempre subjectivo nas suas inclusões e exclusões

e e e e e

Todo o Amante do Saber Deve Ter

Marco Matos

"Cultura" é um compêndio essencial para qualquer amante de conhecimento. Ao longo de quase 650 páginas, o autor vai expondo e explicando os pontos relevantes de vários ramos do saber, como a História, a Filosofia, a Literatura e a Música. A partir de uma prosa acessível e bem-humorada, o leitor passa a compreender, aos poucos, o que o torna humano: a sua Cultura.

e e e e e

Enquadramento geral da civilização ocidental

Gomes

Obra muito interessante para curiosos incuráveis. O autor toca nos aspetos fundamentais para a compreensão da cultura europeia e a civilização ocidental em geral. A escrita é fluída e com um tom frequentemente bem humorado, o que torna a leitura agradável. O livro será apenas um ponto de partida para o enquadramento geral da nossa civilização, já que a sua organização por tópicos é bastante sucinta. Ao mesmo tempo a possibilidade para uma investigação mais detalhada dos temas abordados.

e e e e e

Completo

Francisco Martins

Este livro fornece um panorama sobre a cultura, podendo ter para os leitores uma função orientadora. A visão do autor é ampla e abrangente. Relativamente ao conteúdo, a obra é também muito informativa do ponto de vista da história da cultura e do ensino, não se limitando a ser um mero catálogo de cultura, o que a mim me agrada pois interesso-me particularmente pelos temas históricos. O critério que norteou as escolhas do autor parece ser pessoal, logo subjectivo, influenciado pela formação do próprio autor (de base anglo-saxónica), mas a generalidade das suas opções são, julgo eu, consensuais. A tradução está bastante bem conseguida e o facto de ser uma edição adaptada a Portugal é ainda mais um argumento a favor da obra. Encontramos aspectos da literatura, música, teatro, religião, política, filosofia, mitologia, ciência, etc., tudo integrado num rico contexto.

e e e e E

Quase tudo o que é preciso

Maria Teresa Meireles

Ambicioso e importante. Demasiado germânico, talvez; um pouco superficial por vezes, mas uma panorâmica muito completa sobre a cultura ocidental.

e e e e e

Rápido e eficaz...

Luís Guia

Um livro que se apresenta em forma de resumo, sobre factos e pessoas que marcaram a humanidade. Elaborado de forma simples para consultar, é essencial para ver de forma abreviada factos que culturalmente nos marcaram.

e e e e e

Indispensável...

Joel Inácio

Se há um livro que nos pode enriquecer, é sem dúvida um livro como este. De fácil compreensão, esta edição deixa-se envolver pelo leitor, com transparência e sabedoria, fundindo-se com ele no rumo à Cultura...

e e e e E

Um bom começo...

Carlos M. S.

Se há algum sítio para começar a perceber o mundo, a leitura deste livro é capaz de ser uma das melhores opções. Não se fica a saber tudo, mas passa-se a perceber muito mais. Principalmente, percebe-se como as coisas se encadeiam aos longo de tantos séculos que por cá andamos e como estão relacionadas entre si. Ainda assim, é bom não esquecer que é sempre um 'resumo' abrangente, podendo por isso ficar algo por dizer. Contudo, por outro lado, acaba por funcionar como um estimulante para posteriores leituras, pois acabamos por nos interessarmos mais por uns assuntos do que por outros e, nesse sentido, este livro acaba por nos dar outras referências. Indispensável, portanto.

e e e e e

Essencial.

mafalda catela

Uma excelente obra que proporciona ao leitor uma visão abrangente sobre variados temas da cultura mundial desde a arte à literatura passando pela história e filosofia. Trata-se sem dúvida de um livro para ler e reler que vai estar sempre "à mão" para poder consultar a qualquer hora sempre que me surgirem dúvidas. Excelente!

Dietrich Schwanitz

Escritor e ensaísta alemão nascido a 23 de abril de 1940, em Werne an der Lippe, na região do Ruhr, na Alemanha ocidental, e falecido a 17 de dezembro de 2004, na sua casa em Hartheim, no Sul da Alemanha.
Devido à Segunda Guerra Mundial, a família Schwanitz desmembrou-se e Dietrich ficou a viver com a mãe, enquanto os seus dois irmãos ficaram com o pai. No final da guerra, a mãe foi procurar o resto da família, deixando o filho aos cuidados da Cruz Vermelha suíça. Fez a escola numa comunidade de agricultores que habitavam nas montanhas suíças. Em 1950 reuniu-se com o resto da família e regressou à Alemanha. Contudo, só falava um dialeto suíço e mal sabia ler ou escrever. Apesar de ter esse atraso em relação aos colegas de escola acabou por recuperar e tornar-se o melhor aluno da turma. Interessado nos estudos, estudou Inglês, História e Filosofia na Universidade de Munster, mas também em Londres, na Inglaterra, em Filadélfia, nos Estados Unidos da América, e em Friburgo.
Entre 1978 e 1997 foi professor de Literatura Inglesa e Cultura na Universidade de Hamburgo, na Alemanha. Aí, descobriu que os seus alunos não tinham nenhuma base comum de conhecimento e resolveu escrever, em 1999, Bildung (Cultura: Tudo o que é preciso saber), editado em Portugal em 2004. Esta obra tornou-se num grande sucesso comercial a nível internacional. O livro inclui explicações para temas filosóficos, musicais, literários, entre muitos outros.
Entre as obras académicas de Schwanitz, destaca-se ainda Systemtheorie und Literatur, de 1990.
Schwantiz dedicou-se também ao romance tendo publicado dois bestsellers na década de 90, Der Campus (1995), uma intriga política, e Der Zirkle (1998), uma crítica ao sistema educativo. O primeiro destes romances foi adaptado ao cinema em 1998 pelo realizador germânico Heiner Lauterbach.
Em 2002 ganhou o Prémio do Livro Alemão na categoria de não ficção graças à obra Maenner.

(ver mais)
A cultura na vida de todos os dias

A cultura na vida de todos os dias

10%
Porto Editora
17,75€ 10% CARTÃO
portes grátis
A Noção de Cultura

A Noção de Cultura

10%
Fim de Século Edições
20,00€ 10% CARTÃO
portes grátis