100%

Crónicas do Envelhecer

de Joaquim Manuel Pinto Serra

editor: Mar da Palavra, março de 2017
DEVOLVEMOS 100% NA COMPRA DESTE ARTIGO - SAIBA MAIS i
O jogo de xadrez é um retrato fiel das nossas vidas. Sobretudo, das vidas das pessoas de mais idade, aquelas já catalogadas de seniores.

Em escalada para a exclusão social, elas apercebem-se dos avanços e recuos das peças mais influentes. Conforme o contexto social em que se inserem, o estrato económico a que pertencem ou as políticas mais ou menos hostis delineadas pelos governantes ocasionais em qualquer momento histórico.

Sós, isolados por falta de apoio ou por inexistência de condições gregárias de sobrevivência, dizem em surdina o que pensam ou fecham-se nas suas profundas interiorizações, preservando a vulnerabilidade sentida em locais inventados para viver os últimos anos das suas vidas.

Em estratagemas mascarados de subtilezas hábeis e cerimoniosas, as peças deslocam-se tão lentamente que qualquer alteração mais precipitada é sempre fruto de uma súbita disfunção emocional provocada por acontecimentos desagradáveis. Acontecimentos que fugiram à rotina necessária para tudo correr bem, sem rupturas nos sistemas previamente estabelecidos.

Crónicas do Envelhecer

de Joaquim Manuel Pinto Serra

Propriedade Descrição
ISBN: 9789728910754
Editor: Mar da Palavra
Data de Lançamento: março de 2017
Idioma: Português
Dimensões: 146 x 208 x 11 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 176
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Crónicas
EAN: 9789728910754
Joaquim Manuel Pinto Serra

Médico psiquiatra aposentado da carreira hospitalar (chefe de serviço), reside em Lisboa, depois de ter vivido em Coimbra quase sessenta anos.
Actualmente, exerce a actividade clínica como profissional liberal no Hospital de Loulé, sua terra de origem.
Como escritor, vê agora publicado o seu décimo quinto livro, uma colectânea de contos dedicada aos que «têm a difícil missão de se desviar das tradições e dos bons costumes estabelecidos ao longo dos tempos […], assumindo durante toda a vida, o ingrato papel de bode expiatório, nascido para salvar os seus de todas as intrigas e maledicências».
Preocupado, desde sempre, com os problemas do envelhecimento, mantém a motivação pelos estudos nos domínios da Gerontologia e da Gerontopsiquiatria e, consequentemente, lecciona a disciplina «A Arte de Envelhecer», em várias Academias de Seniores, na cidade de Lisboa.

(ver mais)