Crime e Castigo

Ilustração na literatura policial portuguesa

de Jorge Silva

editor: Arranha-céus
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
A literatura policial editada em Portugal ao longo do século XX esconde um belo pedaço da riqueza da ilustração editorial portuguesa, em livros, fascículos, revistas e jornais. O género Literatura Policial, muitas vezes desvalorizado como categoria literária, sempre teve uma regular atenção de ensaístas e escritores, no afã da catalogação e caraterização estilística da sua escrita.

Tal não acontece com a ilustração associada à publicação impressa do género. o panorama histórico da ilustração da literatura policial revela, a par da excitante morbidez do tema e da sua iconografia simbólica, a inesgotável liberdade autoral de designers e ilustradores que, mais que delimitar uma ilustração temática, manifestaram o seu programa estético, enraizado no seu tempo e espaço.

Crime e Castigo rouba o título a um clássico de Dostoievski, reconhecido como pioneiro do género, e atravessa 100 anos da história das artes visuais portuguesas, de 1909 a 2008. E revela muitos dos seus maiores criadores, que deixaram a assinatura em emocionantes ilustrações ou se esconderam no anonimato, acompanhando a ruidosa multidão de pseudónimos anglo-saxónicos que muitos escritores portugueses utilizaram, por ratice comercial ou por vergonha, e nos deixa ainda muita pesquisa detectivesca por fazer.

Crime e Castigo

Ilustração na literatura policial portuguesa

de Jorge Silva

ISBN: 9789898980069
Editor: Arranha-céus
Idioma: Português
Dimensões: 209 x 284 x 14 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 224
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Arte > Design e Ilustração
EAN: 9789898980069
Jorge Silva

Jorge Silva é um designer editorial especializado na direção de arte de publicações periódicas.
Foi diretor de Arte do Combate, jornal político trotsquista, entre 1978 e 2003.
Neste jornal iniciou uma estimulante e duradoura ligação à ilustração editorial.
Foi diretor de arte d’O Independente de 1991 até 2000.
Entre 1998 a 2001 colaborou com o Salão Lisboa, mostra de banda desenhada e ilustração, organizado pela Bedeteca de Lisboa.
Para o jornal Público, criou em 1999 os suplementos Y e Mil Folhas, dos quais fez a direção de arte nos anos de 2000 e 2001.
Entre 2002 e 2004 esteve na revista Pública.
Foi diretor de arte das revistas 20 Anos e Ícon.
Em 2000 foi convidado para a remodelação da revista LER e em 2001 criou o atelier Silva!designers para desenvolver a revista LX Metrópole, da Parque Expo.
Em 2007 aceitou o desafio de ser o Diretor de Arte do Grupo Editorial Leya. Saiu em 2010.
Tem regularmente assumido funções docentes em workshops e cursos de pós-graduação em várias escolas de Lisboa e Porto, nas áreas de direção de arte e especificamente na direção de arte de ilustração.
Leciona a disciplina de Design no Mestrado de Edição Infantil na Universidade Católica em Lisboa e a de Direção de Arte no Mestrado de Design Editorial da ESBAP.
É responsável pela Coleção de livros dedicados à história do design e dos designers portugueses, editada pela Imprensa Nacional.

(ver mais)
Abysmo
36,00€ 40,00€
portes grátis
Abysmo
27,00€ 30,00€
portes grátis
Arranha-céus
15,00€ 10% CARTÃO
portes grátis