20% de desconto

Brincar as Escondidas

e outras histórias da mãe natureza

de Rosário Alçada Araújo; Ilustração: Catarina França

editor: Edições Gailivro, janeiro de 2010
Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para apoio a projetos relacionados com a natureza/defesa do ambiente nos 3º, 4º, 5º e 6 anos de escolaridade.

Da lua de Janeiro à surpresa do Pai Natal, vamos brincar às escondidas com a Mãe Natureza em doze contos brilhantemente escritos por Rosário alçada Araújo, com magníficas ilustrações de Catarina França.

Os contos, tantos quantos os meses do ano, vão transportando-nos numa viagem mágica pelo mundo encantado da Natureza sempre tão presente e tantas vezes distante do nosso pensamento e da nossa atenção.

Brincar as Escondidas

e outras histórias da mãe natureza

de Rosário Alçada Araújo; Ilustração: Catarina França

Propriedade Descrição
ISBN: 9789895576913
Editor: Edições Gailivro
Data de Lançamento: janeiro de 2010
Idioma: Português
Dimensões: 245 x 245 x 8 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 32
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Infantis e Juvenis > Livros Infantis de Ficção
EAN: 9789895576913
e e e e E

Brincar às escondidas

Sara Marcelino

Este é um livro muito doce e comunicativo tanto pelas suas histórias como pelas suas ilustrações. Histórias essas que podem acompanhar o desenrolar do meses do ano e os seus marcos característicos. Um bom livro para ter por perto o ano inteiro.

e e e e e

Ler em conjunto

Ana Silva

O livro tem óptimas histórias que podem ser lidas em conjunto com a criança de forma a serem bem divertidas. E as ilustrações estão excelentes, muito coloridas e alegres que espelham o desenrolar das histórias. Eu gostei de o ler junto com a minha menina :)

Rosário Alçada Araújo

Rosário Alçada Araújo nasceu em Lisboa, em 1973. Licenciou-se em Direito, mas cedo deixou a vida de jurista, rumo a Londres, onde realizou um mestrado em Sociologia da Comunicação. Foi também aí que se aproximou do mundo da literatura infantil, quer através da frequência de um curso de escrita criativa para crianças, quer pelas suas próprias pesquisas em bibliotecas e livrarias. Em 2002 regressa a Portugal e escreve o primeiro livro para crianças – o qual, em 2003, é recomendado para publicação pelo Prémio Branquinho da Fonseca (Expresso/Gulbenkian), iniciando assim o seu percurso como autora infantil. Foi editora durante 12 anos. O seu livro Num Tempo Que Já Lá Vai foi nomeado para o Prémio Autores SPA 2018, na categoria de Literatura – Melhor Livro Infantojuvenil.

(ver mais)