100%

A Todos os Rapazes que Amei

Vol. I

de Jenny Han

Livro eBook
editor: TopSeller, novembro de 2014
DEVOLVEMOS 100% NA COMPRA DESTE ARTIGO - SAIBA MAIS i
«Guardo as minhas cartas numa caixa de chapéu verde-azulada que a minha mãe me trouxe de uma loja de antiguidades da Baixa. Não são cartas de amor que alguém me enviou. Não tenho dessas. São cartas que eu escrevi. Há uma por cada rapaz que amei — cinco, ao todo.
Quando escrevo, não escondo nada. Escrevo como se ele nunca a fosse ler. Porque na verdade não vai. Exponho nessa carta todos os meus pensamentos secretos, todas as observações cautelosas, tudo o que guardei dentro de mim. Quando acabo de a escrever, fecho-a, endereço-a e depois guardo-a na minha caixa de chapéu verde-azulada.
Não são cartas de amor no sentido estrito da palavra. As minhas cartas são para quando já não quero estar apaixonada. São para despedidas. Porque, depois de escrever a minha carta, já não sou consumida por esse amor devorador. Se o amor é como uma possessão, talvez as minhas cartas sejam o meu exorcismo. As minhas cartas libertam-me. Ou pelo menos era para isso que deveriam servir.»

«Lara Jean, a personagem principal, dá a esta história comovente um toque de originalidade e um charme muito próprio.»
Publishers Weekly

«Uma interpretação emocionante do crescimento e do amor jovem.»
Kirkus Reviews

A Todos os Rapazes que Amei

Vol. I

de Jenny Han

Propriedade Descrição
ISBN: 9789898800008
Editor: TopSeller
Data de Lançamento: novembro de 2014
Idioma: Português
Dimensões: 152 x 231 x 19 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 272
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789898800008
e e e e e

Maravilhoso

Patrícia

Antes de ler o livro, vi o filme da netflix e fiquei com a impressão que era um filme muito cliché. Então dei uma segunda oportunidade e li o livro. Para mim foi uma história muito diferente da do filme. Os acontecimentos, a personalidade das personagens e até os pequenos detalhes, que por vezes são fundamentais para a caracterização das personagens, são espectaculares. Recomendo a leitura do livro pois é uma história muito mais interessante do que o filme.

e e e e e

Mas que vontade de fazer bolos este livro me deu!

S.M.

"A todos os rapazes que amei" é dos mais se não o mais fofo e adorável livro que alguma li! Lara Jean é uma personagem verdadeiramente apaixonante e com a qual é bastante fácil criar uma ligação, nem que seja, no meu caso, pelo nosso igual gosto em conduzir. Um livro caloroso e de fácil leitura que recomendo que se leia em tempos de frio, pois o vosso coração vai derreter!

e e e e e

Apaixonante

Tânia M.

Uma história tão bem conseguida. Leva o leitor a viver um pouco da vida da Lara Jean, os seus medos, as suas inseguranças, a maravilhosa família que a apoia em tudo e, a viver o que a rodeia. Sem dúvida, uma personagem adolescente, diferente do que já é esperado dos adolescentes em geral, sempre à procura do amor, quando tudo é sentido de uma forma tão intensa. No entanto, na Lara Jean vê-se alguém com medo do amor e de viver esses sentimentos com a intensidade tão típica da idade. Recomendo absolutamente. Continuarei com a leitura dos próximos livros da trilogia.

e e e e e

Apaixonante

LF

Apaixonei-me por estes dois de tal maneira que quando acabei voltei a reler. Recomendo :D

e e e e E

Recomendo

André Coelho

Uma história adolescente para um público mais adolescente, é daqueles livros que nos envolvem com o seu humor até já não terminar de ler, e mesmo nisto, descobre-se que há um segundo volume! Recomendo para um público que goste de leitura descontraída e jovem.

e e e e E

Engraçado

Maf

Conteúdo com piada e relativamente cativante, mas nada incrível

e e e e e

Cativante

Marta

Um livro que sem duvida me surpreendeu pelo rumo inesperado. Uma história adolescente com uma personagem que nos mostra que às vezes as coisas seguem rumos imprevisíveis. Neste caso a mentira foi repetida tanta vezes que se torna verdade. O que virá a seguir? Mal posso esperar para ver o que acontece. O livro já me chama da prateleira.

e e e E E

Um pouco dececionante

Laura Costa

Ao ler o sumário estava à espera de uma bela e amorosa história de amor entre dois adolescentes, mas a verdade é que este livro, apesar de ter como personagem principal uma adolescente, deu a sensação de que estava a ler uma história de uma criança de nove anos que se apaixona pela primeira vez e que não sabe tratar dos seus problemas como um pessoa com um pingo de inteligência e senso comum. Um exemplo do quão ridícula e infantil esta história é: aparentemente é um escândalo quando um estudante copia (entre os alunos). Não é ideal, mas não é invulgar e muito menos se faz queixinhas ao professor (como acontece neste livro), apenas se esconde o teste para evitar quaisquer tentativa de alguém copiar. Mas mesmo assim, houve algo de bom neste livro. O interesse romântico da personagem principal é a única coisa que me faz querer ler a sequela. Não recomendo a muitos.

e e e e e

Viciante!!!

Elisabete Mendes

comprei para minha adolescente que o "devorou" em poucas horas.... Difícil vai ser esperar até novembro para ler a continuação: " PS: Ainda Te Amo"!

e e e e E

Muito giro!

Margarida P

Um romance jovem e envolvente. Emocionante e cativante. Prende-nos até ao fim. Ansiosa pelo próximo :)

e e e e E

Bonito e Interessante

Rafaela Silva | http://lemaodoce.blogspot.pt/

É um livro juvenil, talvez jovem-adulto, e quanto a isso não há quaisquer dúvidas: o romance adolescente, cheio de purpurina, clichés e desafios não desmente. É sem dúvida uma história muito cliché - aliás, em certos momentos, dei por mim a perguntar-me porque é que estava a ler aquilo, já que determinadas partes são quase infantis e um tanto tolas. Mas - e este mas é importante - a generalidade da história está engraçadinha. De alguma forma, Jenny Han conseguiu pegar num tema banal e cliché e fazer algo de bonito e interessante com ele. As peripécias por que Lara Jean passa ao longo do livro são, no mínimo, bastante cómicas - ou, noutros momentos, tristes ou frustrantes. Enquanto, como já disse, nalguns momentos haja cenas um tanto tolas, noutras os personagens revelam-se bastante mais maduros do que parecem e com mais profundidade do que aparentam. É uma história de amor, de amizade, de desafios. Com uma escrita leve e agradável, um toque asiático muito agradável (não se esqueçam que a protagonista é meio coreana) e uma estética que satisfaz. in Lemao Doce <http://lemaodoce.blogspot.pt/2015/03/review-todos-os-rapazes-que-amei-de.html>

Jenny Han

Jenny Han nasceu e cresceu na costa leste dos Estados Unidos da América. Estudou na Universidade da Carolina do Norte e fez um mestrado em Escrita para Crianças em Nova Iorque, onde mora atualmente.
Se pudesse escolher um emprego, Jenny Han gostaria de ser ajudante do Pai Natal, provadora de gelados ou a melhor amiga da Oprah, entre outras coisas perfeitamente vulgares. Tem uma predileção por meias até ao joelho e come qualquer sobremesa, desde que seja de maracujá.

(ver mais)
Teremos Sempre o Verão

Teremos Sempre o Verão

TopSeller
16,99€
portes grátis
Sem Ti Não Há Verão

Sem Ti Não Há Verão

TopSeller
16,99€
portes grátis
Tudo, Tudo... e Nós

Tudo, Tudo... e Nós

Editorial Presença
16,90€
portes grátis
O coração de Simon contra o mundo

O coração de Simon contra o mundo

Porto Editora
15,50€
portes grátis