A Revolução Cientifica

de Steven Shapin

editor: Difel, abril de 1999
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i

“A Revolução Científica não existiu, e este livro é acerca disso”. É com esta afirmação provocatória e aparentemente paradoxal que Steven Shapin inicia a sua audaz exploração histórica das origens da visão científica da modernidade. O resultado é uma introdução vibrante e acessível ao assunto.

Rejeitando a noção de que existe algo semelhante a uma essência da ciência moderna inicial, o autor coloca o ênfase nas práticas sociais através das quais se fez a produção do conhecimento científico, demonstrando como a conduta científica emergiu a partir de um amplo quadro definido, no período moderno, pelas prioridades filosóficas, os compromissos políticos e as crenças religiosas. A ciência é tratada não como um conjunto de ideias incorpóreas, mas enquanto modos historicamente situados de conhecer e de agir.

Shapin argumenta contra as visões tradicionais que representam a Revolução Científica como um acontecimento coerente, definitivo, e uma ruptura determinante. Cada uma das tendências usualmente identificadas como a essência modernizadora da Revolução foi contestada pelos praticantes da ciência dos Séculos XVI e XVII fazendo uso de iguais reivindicações de modernidade.

O experimentalismo foi, ao mesmo tempo, defendido e rejeitado; os métodos matemáticos foram simultaneamente celebrados e tratados com cepticismo; as concepções mecânicas da natureza foram vistas, ao mesmo tempo, como definindo a ciência correcta e como concepções limitadas na sua inteligibilidade e aplicação; e o papel da experiência na feitura do conhecimento científico foi tratado de maneiras radicalmente diferentes.

Shapin aponta, todavia, para os múltiplos caminhos através dos quais essa contestada herança é entendida sem dúvida como a origem da ciência moderna, indicando os seus problemas assim como as suas reconhecidas realizações.

Provocador e sofisticado na sua concepção, ainda que notavelmente conciso e legível, A Revolução Científica é uma extraordinária fusão de sensibilidades – histórica, sociológica e filosófica, que irá influenciar profundamente a nossa compreensão do conhecimento científico e da sua prática.

«"A Revolução Científica não existiu, e este livro é acerca disso.". É com esta afirmação provocativa que o Professor de Sociologia da Universidade da Califórnia, em San Diego, Steven Shapin inicia este seu livro. E acrescenta: "Esta concepção de Revolução Científica está hoje incrustada na tradição. Existem poucos episódios cuja pertinência de estudo se apresente mais óbvia, ou cuja importância da pesquisa se encontra mais bem instalada". Uma obra que vem dar uma nova luz sobre a matéria, cuja edição portuguesa conta com um prefácio de Onésimo Teotónimo de Almeida.»
Jornal de Letras

A Revolução Cientifica

de Steven Shapin

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722904520
Editor: Difel
Data de Lançamento: abril de 1999
Idioma: Português
Dimensões: 225 x 147 x 23 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 230
Tipo de produto: Livro
Coleção: Memória e Sociedade
Classificação temática: Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Outros
EAN: 9789722904520
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Scientific Revolution The

Scientific Revolution The

10%
THE UNIVERSITY OF CHICAGO PRESS
20,60€ 10% CARTÃO
portes grátis
The Scientific Life

The Scientific Life

10%
THE UNIVERSITY OF CHICAGO PRESS
19,31€ 10% CARTÃO
portes grátis
Mestrados & Doutoramentos

Mestrados & Doutoramentos

10%
Vida Económica
30,00€ 10% CARTÃO
portes grátis