A Força da Razão

de Oriana Fallaci

editor: Difel, abril de 2004
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
"A Força da Razão" é uma rigorosíssima análise daquilo a que Fallaci chama Incêndio de Tróia, isto é, de uma Europa que, na sua opinião, já não é Europa - mas sim "Eurábia", colónia do Islão. E fá-lo numa perspectiva histórica, filosófica, moral e política, enfrentando como sempre temas sobre os quais ninguém se atreve a falar e usando uma lógica irrefutável. A Força da Razão é um hino ao raciocínio e à verdade, onde o leitor encontrará uma extraordinária maturidade de pensamento, coragem e a nobreza de ânimo.

"Livro clarificador e com sérias pretensões a originar mais uma fatwa à autora. Oriana Fallci não deve estar preocupada, o seu credo na força maior da opinião e na liberdade de expressão leva-a a continuar a pensar o mundo em que vivemos de uma forma despudorada e sem acenos diplomáticos à esquerda ou à direita, leia-se ao Ocidente bem comportado ou ao Oriente de vertente fundamentalista."
Tiago Salazar, Magazine Artes, Janeiro de 2005

"Oriana Fallaci tem o mérito e a coragem, intelectual e física, de suscitar um debate cada vez mais inadiável."
José Gabriel Viegas, In Expresso, 27 de Novembro de 2004

"Há, eis a verdade que os responsáveis sempre calaram ou, melhor, esconderam como um segredo de Estado, a maior conjura da História moderna. A mais suja conspiração que, através das trapaças ideológicas, das porcarias culturais, das prostituições morais, dos enganos, o nosso mundo jamais produzira. Há a Europa dos banqueiros que inventaram a farsa da União Europeia, dos papas que inventaram a fábula do Ecumenismo, dos facínoras que inventaram a mentira do pacifismo, dos hipócritas que inventaram a fraude do Humanitarismo. Há a Europa dos chefes de Estado sem honra e sem cérebro, dos políticos sem consciência e sem inteligência, dos intelectuais sem dignidade e sem coragem. Em suma, a Europa doente. A Europa que se vendeu como uma galdéria aos sultões, aos califas, aos vizires, aos janizaros do novo Império Otomano. Em suma, a Eurábia. E agora vou demonstrar-to."

"Há, eis a verdade que os responsáveis sempre calaram ou, melhor, esconderam como um segredo de Estado, a maior conjura da História moderna. A mais suja conspiração que, através das trapaças ideológicas, das porcarias culturais, das prostituições morais, dos enganos, o nosso mundo jamais produzira. Há a Europa dos banqueiros que inventaram a farsa da União Europeia, dos papas que inventaram a fábula do Ecumenismo, dos facínoras que inventaram a mentira do pacifismo, dos hipócritas que inventaram a fraude do Humanitarismo. Há a Europa dos chefes de Estado sem honra e sem cérebro, dos políticos sem consciência e sem inteligência, dos intelectuais sem dignidade e sem coragem. Em suma, a Europa doente. A Europa que se vendeu como uma galdéria aos sultões, aos califas, aos vizires, aos janizaros do novo Império Otomano. Em suma, a Eurábia. E agora vou demonstrar-to."

"O Islão é uma montanha que em mais de 1400 anos não se mexeu, não saiu do abismo cego em que se encontra, não abriu as portas à conquista da Civilização, e nunca quis saber de liberdade, democracia e progresso. Resumindo, não mudou."
Oriana Fallaci

A Força da Razão

de Oriana Fallaci

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722907194
Editor: Difel
Data de Lançamento: abril de 2004
Idioma: Português
Dimensões: 140 x 210 x 20 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 304
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Ensaios
EAN: 9789722907194
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Oriana Fallaci

Oriana Fallaci nasceu em Florença e residiu grande parte da sua vida em Nova Iorque.
Conhecida e respeitada pela sua carreira como jornalista política, Fallaci foi uma das mais consagradas escritoras, na área da intervenção política, em todo o mundo.
Entrevistou praticamente todas as grandes personalidades políticas das últimas décadas. Henry Kissinger, Willy Brandt, Ayatollah Khomeini ou Yasser Arafat foram alguns dos nomes que enfrentaram a prova de fogo "Oriana Fallaci".
Era vista pelos seus pares como uma "jornalista a quem nenhuma figura mundial consegue dizer não" (Elizabeth Mehren, «Los Angeles Times»).
Quando o Reitor do Columbia College de Chicago lhe conferiu o doutoramento honoris causa em Literatura, definiu-a como «uma das escritoras mais lidas e amadas do mundo».
Faleceu a 14 de Setembro de 2006, em Florença, vítima de doença prolongada.

(ver mais)
Um Homem

Um Homem

10%
Publicações Europa-América
8,00€ 10% CARTÃO
Entrevista Con La Historia

Entrevista Con La Historia

10%
CULT BOOKS
22,47€ 24,97€
portes grátis
A Mente Aprisionada

A Mente Aprisionada

10%
Cavalo de Ferro
21,98€ 10% CARTÃO
portes grátis