20% de desconto

A Constituição de uma Coleção Nacional

As Esculturas de Ernesto Vilhena

de Maria João Vilhena de Carvalho

editor: Caleidoscópio
VENDA O SEU LIVRO i
O comandante da Marinha Ernesto Jardim de Vilhena (1876-1967) foi o mais importante colecionador de arte em Portugal na primeira metade do século XX e os núcleos da coleção, alienados após a sua morte, persistem como referências no património nacional português. Em 1969, através da aplicação de mecanismos que prefiguraram a dação em pagamento, 1500 esculturas foram doadas ao Estado pelos herdeiros e incorporadas no Museu Nacional de Arte Antiga, o que resultou na alteração da identidade da histórica coleção museológica retratada neste trabalho.

A narrativa parte da biografia cultural dos objetos artísticos para apresentar o perfil de Ernesto de Vilhena e o seu modo de colecionar, desvendando a aura que o transformou numa personagem mítica. Senhor de uma fortuna adquirida na gestão colonial, dedicou toda a energia a construir o programa científico de uma empresa colecionista com o objetivo de criar um feito memorável para Portugal, imbuído do valor de resgate da sua história, desenvolvendo um método que o diferenciou dos outros colecionadores por refletir o seu singular entendimento da história da escultura e do património nacionais.

Do território onde foi coligida, a escultura passou à Casa Vilhena e dali para o Museu Nacional de Arte Antiga, no decurso de um resgate inédito na história do património cultural português sob tutela do Estado. Com a crónica da doação dos herdeiros de Vilhena fecha-se o círculo e completa-se a ambição do colecionador, fazendo retornar as esculturas ao domínio público da arte e da história portuguesas.

A Constituição de uma Coleção Nacional

As Esculturas de Ernesto Vilhena

de Maria João Vilhena de Carvalho

ISBN: 9789896585037
Editor: Caleidoscópio
Idioma: Português
Dimensões: 170 x 238 x 25 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 488
Tipo de produto: Livro
Coleção: Estudos de Museus
Classificação temática: Livros em Português > História > Museografia e Museologia
EAN: 9789896585037
Maria João Vilhena de Carvalho

Maria João Vilhena de Carvalho (Pinhel, 1968) - Licenciada em História, Variante de História da Arte e Doutora em História da Arte, Museologia e Património Artístico pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (2014), é investigadora integrada do Instituto de História da Arte e colaboradora do Instituto de Estudos Medievais (UNL).
Foi Bolseira de Doutoramento da Fundação para a Ciência e Tecnologia e investigadora do projeto Fontes para a História dos Museus de Arte em Portugal (2010-2013).
Conservadora do Museu Nacional de Arte Antiga, responsável pela Coleção de Escultura, desde 2000, tem comissariado e participado em exposições em Portugal e no estrangeiro e integrou a equipa que concebeu a renovada exposição permanente de Pintura e Escultura Portuguesas do MNAA (2016).
Tem-se dedicado à investigação nas áreas da museologia, museografia, inventário do património artístico, história da imagem, história da escultura, colecionismo e da biografia cultural dos objetos, contando com publicações editadas no quadro de todas estas temáticas, destacando-se a participação em O Sentido das Imagens, a autoria das Normas de Inventário. Escultura (2004), a Contribuição para a história do Museu de Escultura em Portugal (2012) e um alargado conjunto de textos sobre a escultura portuguesa do património nacional editados desde 1994.

(ver mais)
20%
Caleidoscópio
15,69€ 19,61€
portes grátis
20%
Caleidoscópio
15,69€ 19,61€
portes grátis
20%
Caleidoscópio
15,69€ 19,61€
portes grátis