A Balada do Ouro Nazi

de Hélder Medeiros

editor: Letras Lavadas
Uma série de homicídios choca a pacata comunidade de São Miguel, nos Açores. Fechada em si e alheia a este tipo de realidade, o surgimento daquilo que parece um sádico assassino em série agride a ilha como um furacão. Chamam-no o Carniceiro do Bosque das Crianças.

David, um antigo operacional do Grupo de Operações Especiais da P.S.P., está a ver uma reportagem na televisão sobre os Fantasmas de Paris, um grupo de engenhosos assaltantes procurados pelas autoridades europeias, e outra notícia sobre um excêntrico multimilionário inglês que vai transferir a sua fortuna em ouro para os EUA, quando ouve falar pela primeira vez no famigerado Carniceiro.

Sabicha, um primo com quem David não fala há três anos, trabalha há pouco tempo na delegação de Ponta Delgada do Banco de Portugal e vai-se revelando uma pessoa perturbada e com uma missão misteriosa.

A liderar a caça ao Carniceiro está o veterano inspetor da Polícia Judiciária, Lourenço Gouveia, amigo de David e que, inexplicavelmente, começa a receber cartas tortuosas do Carniceiro a anunciar os seus próximos passos, que acabam por serem cumpridos.

Outra história paralela é a da Ordem do Arcanjo, uma organização cujo propósito passa por guardar as páginas escritas por Bento de Góis, uma figura histórica açoriana do Séc. XVI. Estas páginas, com grande valor mítico, foram roubadas, e esta Seita promete vingar-se.

Enquanto tudo isto se passa, o misterioso Jean-Luc executa um plano para que um navio cargueiro a caminho dos EUA seja forçado a atracar em Ponta Delgada. Este navio está carregado com as barras de ouro do excêntrico multimilionário inglês.

Lourenço Gouveia recebe uma última carta do Carniceiro a avisar que vai chacinar uma freguesia inteira da ilha. Como o assassino fez tudo o que profetizou nas cartas anteriores, as forças de segurança arrancam em peso em sua caça.

Será que estes eventos isolados têm alguma ligação entre si? E se sim, qual é o sentido deles? Não perca este emocionante thriller, um estilo literário pouco comum na literatura açoriana.

Sem dúvida uma aposta ganha de Hélder Medeiros, que se afigura, cada vez mais, um dos melhores autores açorianos do género.

A Balada do Ouro Nazi

de Hélder Medeiros

ISBN: 9789897351266
Editor: Letras Lavadas
Idioma: Português
Dimensões: 161 x 228 x 12 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 158
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Policial e Thriller
EAN: 9789897351266
Hélder Medeiros

Hélder Medeiros nasceu e cresceu em São Miguel, Açores.
Foi membro fundador da revista literária Neo do Departamento de Línguas e Literaturas Modernas da Universidade dos Açores e em 2002, recebeu o Prémio Dinis da Luz na categoria de Reportagem, Crónica ou Entrevista.

Nos últimos anos, tem-se destacado internacionalmente na área do entretenimento, sendo o autor do site helfimed e do canal de YouTube HELFIMED, onde conta atualmente com milhares de subscritores.

Viu o seu primeiro romance policial, Solução Primária, editado em 2009 e o segundo, Elemento Alpha - A Origem, editado em 2013.

Em 2016 foi o vencedor do prémio literário Letras em Movimento com a obra A Balada do Ouro Nazi.

(ver mais)
Em stock - envio até 48 horas
Publicações Europa-América
6,90€ 10% CARTÃO
Publicações Europa-América
6,90€ 10% CARTÃO