A arte do retrato em Portugal nos séculos XV e XVI

de Pedro Flor

editor: Assírio & Alvim
A Arte do Retrato em Portugal traça o percurso biográfico e estético de um dos géneros mais apetecidos por toda a História da Arte do Ocidente: o Retrato. A partir da análise do contexto europeu e da seleção de um corpus com cerca de cem exemplares permitiu ensaiar uma metodologia científica de análise própria no estudo da arte do retrato em Portugal, no final do século XV e na primeira metade do século XVI. A estada entre nós de artistas estrangeiros, esteticamente mais evoluídos e habituados a clientelas mais exigentes, fez com que a paisagem retratística nacional se alterasse fortemente durante esse período. O intercâmbio frequente de retratos entre as duas coroas ibéricas, o alargamento das coleções reais e a presumível circulação dos ideais estéticos do tratado de Francisco de Holanda nos meios cortesãos contribuem para o triunfo do retrato de aparato em Portugal, que se irá manter atual durante um largo período de tempo que ultrapassa, em muito, o âmbito cronológico da presente publicação.

«Estudar a arte do retrato em Portugal, em particular a produzida entre o final da IdadeMédia e o Renascimento, constitui o objecto de estudo fulcral da presente publicação. Ao longo deste período, vários espécimes de retrato foram executados sob os mais diversos formatos, materiais, tipos e qualidades. O entendimento do ambiente artístico que vigorou em Portugal durante essas décadas, a identificação e a análise dos principais testemunhos da arte do Retrato e o estabelecimento de paradigmas e práticas de representação serão inquietações que nos acompanharão ao longo do actual percurso reflexivo.»

Pedro Flor

«Estudar a arte do retrato em Portugal, em particular a produzida entre o final da Idade Média e o Renascimento, constitui o objecto de estudo fulcral da presente publicação. Ao longo deste período, vários espécimes de retrato foram executados sob os mais diversos formatos, materiais, tipos e qualidades. O entendimento do ambiente artístico que vigorou em Portugal durante essas décadas, a identificação e a análise dos principais testemunhos da arte do Retrato e o estabelecimento de paradigmas e práticas de representação serão inquietações que nos acompanharão ao longo do actual percurso reflexivo.» Pedro Flor

A arte do retrato em Portugal nos séculos XV e XVI

de Pedro Flor

ISBN: 978-972-37-1529-3
Editor: Assírio & Alvim
Idioma: Português
Dimensões: 249 x 298 x 34 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 368
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Arte > História da Arte
EAN: 9789723715293
e e e e e

Maravilhoso

Francisco Martins

Nas páginas deste livro é possível encontrar belíssimos exemplos de pintura de retrato dos séculos XV e XVI. O repertório de imagens inclui principalmente obras de pintores portugueses, mas também de pintores vindos de outras paragens que trabalharam em Portugal. Da leitura deste livro obtemos igualmente ampla informação sobre a técnica do retrato, os materiais, os processos, o contexto cronológico, etc. História da arte no seu melhor, proporcionada pelo autor Pedro Flor.

Pedro Flor

Pedro Flor é doutorado em História da Arte Moderna pela Universidade Aberta (2006), coma tese intitulada A arte do retrato em Portugal – entre o fim da Idade Média e o Renascimento, depois de ter realizado a licenciatura (1993) e o mestrado (1998) na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Lecciona na área da História da Arte e da Museologia. É vice-coordenador do Curso de Mestrado em Estudos do Património. Integra o grupo de trabalho responsável pelo relançamento da produção audiovisual na Universidade Aberta, tendo em vista o desenvolvimento do e-learning. É subdiretor do Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, onde integra a linha de investigação «Arquitetura e Artes Visuais». É o investigador responsável nacional do projecto internacional «Les transferts artistiques dans l’Europe gothique (XIIe-XVIe): échanges, circulations et perméabilité », coordenado pelo Institut National d’Histoire de l’Art (INHA),Universités deToulouse e de Liège. É igualmente o investigador responsável do projecto «Lisbon in Tiles before the 1755 Earthquake», promovido pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia. Tem colaborado com a Escola Superior de Artes Decorativas da Fundação Ricardo Espírito Santo Silva no Curso de Especialização Tecnológica de Restauro de Pintura sobre Madeira. Tem desenvolvido diversos trabalhos de investigação no âmbito da arte do Renascimento em Portugal, participando em encontros de carácter científico nacionais e internacionais e publicando variados artigos da especialidade. É atualmente o presidente da Associação Portuguesa de Historiadores da Arte.

(ver mais)
Caleidoscópio
29,68€ 10% CARTÃO
portes grátis
Livros Horizonte
19,08€ 10% CARTÃO
portes grátis