6000 Anos de Pão

de Heinrich Eduard Jacob; Tradução: José M. Justo

editor: Antígona, abril de 2003
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
"Seis Mil Anos de Pão" publicou-se pela primeira vez nos Estados Unidos da América, em 1944. Heinrich Eduard Jacob começou a reunir materiais para este trabalho em 1920, mas a investigação só foi completada no exílio americano, depois de 1939. A versão alemã que serviu de base à presente edição viria a ser publicada apenas em 1954, com algumas alterações substanciais introduzidas pelo autor.
Com a "Saga e Marcha Triunfal do Café", ainda de 1934, e "Seis Mil Anos de Pão", H. E. Jacob tornou-se nos países de língua alemã uma das figuras tutelares do chamado «Sachbuch», um tipo de revisitação da «história cultural» que encena a documentação e os resultados da investigação histórica – económica, política, literária, etnográfica – num grande quadro vivo.
Da Pré-história até ao colapso do III Reich, passando designadamente pelo Egipto, pela Grécia, pelo Império Romano, pela Idade Média, pelas Guerras dos Camponeses, pela colonização do continente americano, pela Revolução Francesa, pela Revolução Industrial, pela Revolução Soviética e pelas duas Guerras Mundiais do século XX, H. E. Jacob produz um impressionante retrato das mutações tecnológicas e culturais, políticas e sociais, económicas e psicológicas, em que o pão esteve envolvido como «personagem» viva da história: «argamassa da vida» e «medula dos mortais».

"Notável empreendimento do tradutor e do editor a edição desta alentada história do pão, desde a pré-história até ao século XX (...) Dominando vários registos de escrita (o tradutor fala em 'mosaico de escritas') e várias perspectivas (tecnológicas, económicas, políticas, literárias, mitológicas, etc), o autor fez uma 'biografia' do pão que pode ser lida com bom e belo proveito pelo leitor não especializado."
in, Público, 18 de Outubro de 2003

6000 Anos de Pão

de Heinrich Eduard Jacob; Tradução: José M. Justo

Propriedade Descrição
ISBN: 9789726081531
Editor: Antígona
Data de Lançamento: abril de 2003
Idioma: Português
Dimensões: 173 x 238 x 36 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 592
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > História > História em Geral
EAN: 9789726081531
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
e e e e e

Percurso da humanidade.

Bruno Lamarosa

A história do mundo através do pão, pela mão de um investigador sério e fidedigno, é um excelente tratado, que só peca por já ser muito difícil de encontrar à venda. Aguardamos tradução da sua outra obra do género, a história do cafe.

e e e e e

Grande Livro

Marcio da Silva Louzada

Dentro dos estudos da gastronomia ele é uma grande ferramenta.

Heinrich Eduard Jacob

Heinrich Eduard Jacob (1889-1967), romancista, dramaturgo, crítico literário e musical, gozou de notória projecção na Alemanha e na Áustria antes da II Guerra Mundial. Esteve ligado ao movimento expressionista em Berlim, foi repórter na Bélgica durante a I Guerra, manteve ligações de amizade e epistolares com Thomas Mann, Heinrich Mann, Stefan Zweig e muitas outras figuras proeminentes da vida cultural alemã e austríaca. De entre os seus romances destacam-se "O Homem de Vinte Anos", de 1918, que dá um retrato da vida berlinense nos anos que precedem a I Guerra, e "Sangue e Celulóide", de 1929, que antecipa a associação entre cinema e propaganda política que o III Reich iria pôr em prática alguns anos mais tarde. Depois de ter passado pelos campos de concentração de Dachau e Buchenwald, exilou-se nos Estados Unidos da América onde permaneceu até 1953. É hoje conhecido sobretudo pelas suas grandes revisitações da «história cultural»: "Seis Mil Anos de Pão", "Saga e Marcha Triunfal do Café", e também algumas importantes biografias de compositores - Mozart, Joseph Haydn, Felix Mendelssohn-Bartholdy e Johann Strauss.

(ver mais)