Wook

André Gide

André Gide

PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 1947

André Gide (1869-1951) é um dos escritores franceses mais importantes do século XX. Nascido no seio de uma família francesa protestante, Gide cresceu e foi educado sobretudo na Normandia, num grande isolamento social. Desde cedo começou a escrever, tendo publicado o seu primeiro romance em 1891.
Numa viagem ao Norte de África, foi surpreendido por um mundo de liberdade que, dada a sua educação, nunca antes imaginara, acabando por admitir a sua atração pelos corpos saudáveis de rapazes jovens.
Gide travou conhecimento com Oscar Wilde em Paris, em 1895. O autor de O Retrato de Dorian Gray julgou que lhe tinha revelado a sua homossexualidade, mas a avaliar pelos diários do escritor francês sabemos que nessa altura já tinha plena consciência da sua condição. O drama de Gide era, pois, a conciliação entre a sua rigorosa educação protestante com uma liberdade que sentia necessária para assumir a sua sexualidade.
Apesar de ser casado, Gide envolveu-se com um jovem e ambos fugiram para Inglaterra, o que lhe trouxe críticas tanto da França católica, como da França protestante. E se é certo que a sua obra é admirada e tem uma clara influência na formação de jovens escritores como Camus ou Sartre, sempre que Gide abordou a sua orientação sexual, a crítica com afinidades católicas e protestantes não lhe deu tréguas.
Como tradutor, introduziu as obras de Joseph Conrad em França. A sua atividade de crítico e escritor foi contínua, mas acrescentou-lhe uma vertente de defesa dos Direitos Humanos da qual é pioneiro. Por um breve período foi simpatizante dos ideais comunistas, mas, convidado a visitar e a discursar na União Soviética, regressou desiludido com a censura dos seus discursos e o estado geral da cultura no país.
Em 1939 tornou-se o primeiro escritor vivo a ser incluído na famosa coleção Bibliothèque de La Pléiade. Em 1947, recebeu o Nobel de Literatura.
Morreu em 1951. Um ano depois, a Igreja Católica Romana colocou as suas obras no Index Prohibitorum.
A ficção de Gide e os seus escritos autobiográficos estão traduzidos em mais de 40 línguas e o autor é hoje reconhecido não apenas pelo seu génio literário, mas também como uma das primeiras personalidades a assumirem a sua homossexualidade, discutindo abertamente a sua posição com a moralidade vigente.

bibliografia

Os Moedeiros Falsos

Os Moedeiros Falsos

Bertrand Editora
03-2024
0,00€
Regresso da URSS

Regresso da URSS

Dom Quixote
05-2023
0,00€
As Caves do Vaticano

As Caves do Vaticano

Editora Guerra & Paz
07-2022
0,00€
A Sinfonia Pastoral

A Sinfonia Pastoral

Relógio D'Água
07-2022
0,00€
Córidon

Córidon

Edições 70
05-2022
0,00€
O Imoralista

O Imoralista

Editora Minotauro
03-2022
0,00€
O Imoralista

O Imoralista

Cavalo de Ferro
02-2022
0,00€
O Imoralista

O Imoralista

E-primatur
02-2022
0,00€
A Porta Estreita

A Porta Estreita

Cavalo de Ferro
01-2022
0,00€
Paludes

Paludes

Sistema Solar
07-2021
0,00€
Os Meus Oscar Wilde

Os Meus Oscar Wilde

Sistema Solar
10-2020
0,00€
A Sinfonia Pastoral

A Sinfonia Pastoral

Chiado Books
10-2015
0,00€
Pauis

Pauis

Fradique
04-2002
0,00€

Quem comprou este autor também comprou

Tudo Aquilo Que Não Lembro

Tudo Aquilo Que Não Lembro

10%
Elsinore
20,99€ 10% CARTÃO
portes grátis
X
recomendar
André Gide
Para recomendar este autor a um amigo basta preencher o seu nome e email, bem como o nome e email da pessoa a quem pretende fazer a sugestão. Se quiser pode ainda acrescentar um pequeno comentário, de seguida clique em 'confirmar'. A sua recomendação será imediatamente enviada em seu nome, para o email da pessoa a quem pretende fazer a recomendação.

A sua identificação:

A identificação da pessoa a quem quer recomendar este autor:

X
A sua recomendação foi enviada com sucesso!
X
Ocorreu um erro a obter a informação! Por favor tente mais tarde.
X
selecione o livro adotado:
X
Ocorreu um erro
Por favor tente novamente mais tarde.
X
atingiu o limite máximo de dispositivos autorizados
Por favor, aceda à area de cliente para gerir os dispositivos ativos.