WOOK LÊ Bruno Vieira Amaral

BIOGRAFIA
NOME: BRUNO VIEIRA AMARAL
DATA E LOCAL DE NASCIMENTO: 1978, Barreiro
WOOK FAZ? Escritor, crítico literário e tradutor. Prémio Saramago 2015.
CURIOSIDADE: «Quando tinha quinze anos, vi uma entrevista na televisão do realizador de cinema João Mário Grilo, procurei o nome dele na lista telefónica, disse-lhe que escrevia para um jornal escolar que, na verdade, não existia, e passei duas horas à conversa com ele num café na Graça. Eu tinha o sonho de ser realizador de cinema, mas essa foi a única aula que tive. Fiquei a saber quem era o Abbas Kiarostami, o que justificou o atrevimento.»
OS SEIS LIVROS DA SUA VIDA
DOM QUIXOTE
MIGUEL DE CERVANTES
«Aspirantes a escritores devem poupar o dinheiro que iriam gastar em cursos de escrita criativa e devem investir na história do Engenhoso Fidalgo que Cervantes ofereceu ao mundo. Se, depois disso, continuarem a escrever, muito bem. Se optarem pela condição de leitores, também não está mal. É sempre a ganhar.»
ASFALTO SELVAGEM
NELSON RODRIGUES
«Um célebre escritor português, em visita ao casarão de um amigo, disse: “Numa casa destas eu escrevia um Guerra e Paz.” Nelson Rodrigues escreveu a sua obra-prima no meio de uma redação caótica no Rio de Janeiro do final dos anos 50. Não é o Guerra e Paz, mas nem o Guerra e Paz é o Guerra e Paz.»
OS MAIAS
EÇA DE QUEIROZ
«Um romance tão perfeito na calibragem das suas coincidências, na harmonia entre protagonistas e secundários, no retrato do país (sem se assumir como reflexão sobre o país), no humor impiedoso e resignado, que é de joelhos, humildes, que a ele regressamos sempre.»
A PESTE
ALBERT CAMUS
«Às vezes duvido que haja nos homens mais coisas a admirar do que a desprezar, mas depois volto a ler A Peste e, uma vez mais, tenho de concordar com Camus. Se não pudermos ser heróis, que sejamos médicos, eis a sábia lição contida nestas páginas.»
BÍBLIA
«Há uma série de coisas que só podemos compreender se lermos a Bíblia – a conceção ocidental do divino, os alicerces do Cristianismo, etc. – mas não é por isso que a devemos ler. Devemos ler a Bíblia porque é toda uma literatura, toda uma tradição, concentrada num único livro. Se Deus não o escreveu, é extraordinário a delegar tarefas.»
A MORTE DE IVAN ILIITCH
LEV TOLSTÓI
«Ivan está muito doente, o fim aproxima-se e a família – a mulher, a filha e o futuro genro – saem para ir ao teatro. Sozinho, Ivan só tem a própria morte por companhia. Todos sabemos que ninguém morre acompanhado. Morre-se sempre sozinho. E, depois disso, o mundo continua. Tolstói mostra-nos, com precisão e piedade, o que nos aguarda. É a morte de um indivíduo em todo o esplendor da sua tragédia e do seu ridículo.»

Wook está a dar

Subscreva!