Três motivos para não ler A Guerra dos Tronos

Depois de Bilbo ter encontrado o anel, e de Harry ter recebido a carta de admissão em Hogwarts, chega George R. R. Martin e maravilha-nos com A Guerra dos Tronos, a saga de fantasia mais vendida, elogiada e premiada dos últimos 50 anos.
Ken Follett
George R. R. Martin, o autor da saga
Considerado um dos melhores escritores da atualidade, George R. R. Martin junta dragões, guerras, vingança, tragédia, honra e paixão numa série inesquecível, com um inverno rigoroso, que fala a todas as idades. Mas atenção, alerta o nosso leitor Lima Abreu: “a fama que o precede não lhe faz justiça. É muito melhor do que o anunciado.”

A propósito da sétima temporada da saga, hoje resolvemos listar os três argumentos mais utilizados para não ler os livros que inspiraram a série da HBO.
Argumento #1: Não gosto de fantasia!
Não vai ler os livros de George R. R. Martin porque não gosta de fantasia? Então é nosso dever dizer-lhe que A Guerra dos Tronos não é sobre castelos ou dragões ou lutas de espadas - A Guerra dos Tronos é sobre poder! Aliás, “fala-se muito da clara influência que The War of the Roses (A Guerra das Rosas, em português) teve sobre o autor”, comenta a nossa leitora Arith Härger, “no entanto, também noto a influência da biografia de certos reis e nobreza da Europa". Arith continua: "algumas personagens e o desenrolar das conspirações fazem-me muito lembrar a vida do rei português D. João II, da sua mulher D. Leonor de Avis e a ascensão ao trono de D. Manuel I (...) talvez o autor não se tenha inspirado na história dos reis de Portugal, mas certamente que este tipo de 'background' aconteceu em imensas cortes europeias.”

Conclusão: se pensa que os livros de George R. R. Martin são demasiado Senhor dos Anéis para si, sossegue! Há um je ne sais quoi de romance histórico nesta saga, para além de muito mistério, intriga, romance e aventura.
 
Argumento #2: Os livros são muito longos!
O que não significa que sejam necessariamente aborrecidos ou demasiados descritivos. Segundo a nossa leitora Laura, os livros de George R. R. Martin são “uma verdadeira montanha russa emocional e viciante”. Ana Rodrigues, outra leitora, vai mais longe e diz: “é tão bom, que não conseguimos parar por aqui, ansiamos pelo próximo livro ao mesmo tempo que tememos a altura em que vamos fechar a contracapa do último livro da saga. Sentimos saudades das personagens nos momentos em que não podemos estar a ler. Cada página deixa-nos no suspense do que está para vir, porque para [George R. R.] Martin não há personagens intocáveis. A única definição possível é mesmo esta: viciante.”

Conclusão: se pensa que os livros de George R. R. Martin são auxiliares naturais do sono, está muito enganado!

Argumento #3: Já vi a série televisiva!
Não tem problema! Porque os livros são sempre melhores que o filme, certo? Se não acredita, leia alguns dos comentários dos nossos leitores:
  • Miguel Santos: "como muitos, comprei os livros depois de ter visto a série e, mesmo assim, prende como se estivesse a "viver" a história pela primeira vez";
  • José C.: "mais um livro que não se consegue parar de ler. Muito mais absorvente que a série de TV";
  • Fátima Linhares: "mais um livro brilhante onde reina o mistério, a intriga e a magia! Com muitos mais detalhes do que aqueles que vimos na série de televisão e com personagens riquíssimas e muito bem desenvolvidas e caracterizadas pelo autor. Vale a pena ler!";
  • Miguel Santos: "de livro em livro o argumento vai-se intensificando cada vez mais. Uma verdadeira aventura literária, indispensável para todos os fãs de livros em geral. Funciona também como um bom complemento para quem já viu a série na TV. Recomendo";
  • João Pedro: "após tantas coisas passadas, o autor continua a surpreender com as suas reviravoltas, com a facilidade com que ele nos faz "apaixonar" por mais uma personagem... Aufff, ficaria aqui a falar do assunto por horas...".
 

Afinal, quem deve ler A Guerra dos Tronos?
  • 1- A saga é vivamente aconselhada aos que gostam de histórias épicas;
  • 2- Para os fãs de O Senhor dos Anéis a sua leitura é obrigatória;
  • 3- Também é uma ótima opção para todos os amantes de Fantasia e, ainda, para quem quer dar os primeiros passos na Literatura Fantástica;
  • 4- Se gosta de romance histórico, dê uma oportunidade a George R. R. Martin - não se vai arrepender;
  • 5- Os fãs de thrillers, e os que adoram sentir medo ao virar a página (pois algo arrepiante vai acontecer a seguir e eles sabem-no!), irão encontrar nas páginas desta saga um grande prazer... e arrepio na espinha;
  • 6- “Se já viu a série e gostou, os livros são ainda melhores!”, recomenda a nossa leitora Ana Filipa Coelho. Por isso pare de usar isso como desculpa! Para além disso, se já viu a série e está a ressacar, a melhor forma de lidar com isso é começar de novo, mas desta vez em versão escrita! (não é?);
  • 7- Trata-se de “uma obra para ler, e reler”, segundo a nossa leitora Lígia Fernandes; por isso se já leu, aproveite o calor para deixar o inverno entrar novamente na sua vida;
  • 8- Na mesma linha, se está de férias, aproveite para folhear esta grande história - até porque, como recordam os nossos leitores, a saga é tão viciante que dá vontade de ler de uma rajada só;
  • 9- Como diz Tyrion Lannister, uma das personagens da série, "uma mente necessita de livros da mesma forma que uma espada necessita de uma pedra de amolar se quisermos que se mantenha afiada". A saga de George R. R. Martin é ideal para quem quer afiar a mente. Se é o seu caso, não espere mais!
Em suma, se gosta de um romance histórico épico, de um thriller arrepiante, de uma aventura emocionante, de uma fantasia credível e, enfim, de uma grande leitura... então esta saga é para si.

Wook está a dar

Subscreva!