Matsuo Bashô e a beleza da poesia curta japonesa

Haiku é uma forma tradicional e curta de poesia japonesa que tem em Matsuo Bashô, possivelmente, o seu melhor praticante. Considera-se um haiku uma estrofe de três linhas com, no máximo, 17 sílabas. «É poesia despersonalizada, já quase fora da linguagem comum, nasce no silêncio, atravessa, como um relâmpago, o olhar do contemplador e regressa ao silêncio.» Traduzir qualquer haiku é, por isso, uma tarefa arriscada, senão impossível.
140.
vida simples -
olhar a lua
e ouvir a canção de Nara

---

969.
outono -
porque será que envelhecer
é como um pássaro dentro das nuvens?

Matsuo Bashô, O Eremita Viajante [haikus – obra completa]

Livros relacionados

Wook está a dar

Subscreva!