5 Revistas literárias para folhear esta semana

Descubra as cinco sugestões que lhe propomos hoje.
Granta
Fundada em 1889 por estudantes da Universidade de Cambridge e batizada como The Granta em jeito de homenagem ao rio que banha a cidade, esta revista publicou os primeiros trabalhos de Sylvia Plath, Ted Hughes e muitos outros escritores que viriam a ser internacionalmente reconhecidos. Atualmente a Granta já tem edições no Brasil, em Espanha, em Itália, na Bulgária, na Noruega, na Suécia. Em Portugal esta maravilhosa revista literária é dirigida por Carlos Vaz Marques e tem publicação semestral. Comer e beber é o tema do último número da Granta portuguesa, que convida a um rodízio literário e que reúne, à volta da mesma mesa, textos de Tatiana Salem Levy, Richard Zimler e José Tolentino Mendonça. De deixar água na boca.
Quero ler! »
Revista Ler
“A Revista de todos os livros” foi criada pela Fundação Círculo de Leitores, com o objetivo de promover a literatura portuguesa. Nas suas páginas desfilam entrevistas com autores nacionais e estrangeiros, crónicas, críticas a livros e, ainda, textos inéditos de escritores. Dirigida por Francisco José Viegas, esta é uma revista essencial para quem gosta de ler, e saboreia-se de uma ponta à outra.
Quero ler! »
Revista Orpheu
Orpheu é o grito modernista em Portugal sob a forma de revista literária. É também um dos legados de Fernando Pessoa, Almada Negreiros e Mário de Sá-Carneiro - a chamada geração Orpheu. Depois do primeiro número, os seus fundadores foram apelidados de malucos. No segundo número responderam à letra convidando um louco a sério para a revista: Ângelo de Lima, poeta internado no Hospital Miguel Bombarda. Além de poesia, prosa e teatro, o número que destacamos hoje inclui também 4 miniaturas impressas de quadros de Santa Rita Pintor. Uma revista marcante para a história da cultura portuguesa.
Quero ler! »
Manifesto Anti-Dantas e por Extenso
Pese embora não esteja classificado como revista literária, falar da revista Orpheu sem referir o Manifesto Anti-Dantas não é possível. Publicado em 1915, o Manifesto Anti-Dantas foi uma reação pública de Almada Negreiros contra a oposição conservadora ao movimento modernista português. A edição que agora se apresenta, da responsabilidade de Sara Afonso Ferreira, inclui uma gravação inédita do Manifesto Anti-Dantas. “O Dantas nasceu para provar que nem todos os que escrevem sabem escrever!”, lê-se no interior deste projeto. Se o consegue ou não, deixámo-lo ao critério do leitor.
Quero ler! »
Revista Letras com Vida
Fechamos com a revista Letras com Vida, editada pelo Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Letras com Vida é, sobretudo, “um espaço de reflexão e de criação sobre literatura, cultura e arte”, lê-se na sinopse. Este número oito conta com um dossiê temático que reúne diversas perspetivas sobre a Primeira Guerra Mundial, assim como uma entrevista internacional a Pepetela, um dos representantes da literatura angolana. Estão todos convidados a entrar neste espaço de reflexão que é a revista Letras com Vida.
Quero ler! »

Wook está a dar

Subscreva!