Uma Vara de Medir o Sol

de Graça Pires

editor: Coisas de Ler, outubro de 2018
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
«O Sol, estrela central do sistema solar é, também, âmago da Poesia de Graça Pires. (...) Este é um livro que é também lugar construído como um processo de energias conscientes e inconscientes, numa dinâmica criativa e reflexiva em que se foram vincando problemáticas ambientais importantes que têm origem na cisão que o progresso vem instalando entre a natureza e o humano.
Este é um dos temas flagelo do nosso tempo, a que os poetas não se deveriam furtar, e a que Graça Pires faz jus trazendo a claridade do seu corpo poético a este livro com que nos presenteia e chama a atenção.»
Gisela Gracias Ramos Rosa, em prefácio ao livro

Uma Vara de Medir o Sol

de Graça Pires

Propriedade Descrição
ISBN: 9789898878151
Editor: Coisas de Ler
Data de Lançamento: outubro de 2018
Idioma: Português
Dimensões: 139 x 209 x 4 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 62
Tipo de produto: Livro
Coleção: Clepsydra
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Poesia
EAN: 9789898878151
Graça Pires

Graça Pires (Figueira da Foz, 1946) editou o seu primeiro livro em 1990, depois de ter recebido o Prémio Revelação de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores com o livro "Poemas". Depois disso publicou mais de uma dúzia de livros de poesia, muitos dos quais premiados. É licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Obras publicados
Poemas. Lisboa: Vega, 1990
Outono: lugar frágil. Fânzeres: Junta de Freguesia da Vila de Fânzeres, 1993
Ortografia do olhar. Lisboa: Éter, 1996
Conjugar afectos. Lisboa: Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas, 1997
Labirintos. Murça: Câmara Municipal de Murça, 1997
Reino da Lua. Lisboa: Escritor, 2002
Uma certa forma de errância. Vila Nova de Gaia: Ausência, 2003
Quando as estevas entraram no poema. Sintra: Câmara Municipal, 2005
Não sabia que a noite podia incendiar-se nos meus olhos. Ed. autor, 2007
Uma extensa mancha de sonhos. Fafe: Labirinto, 2008
O silêncio: lugar habitado. Fafe: Labirinto, 2009
A incidência da luz. Fafe: Labirinto, 2011
Uma vara de medir o sol. São Paulo: Intermeios, 2012
Poemas escolhidos: 1990-2011. Ed. Autor, 2012
Caderno de significados. Póvoa de Santa Iria: Lua de Marfim, 2013

Prémios recebidos:
Prémio Revelação de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores, com Poemas (1988)
Prémio Nacional de Poesia Sebastião da Gama, com Labirintos (1993)
Prémio Nacional de Poesia da Vila de Fânzeres, com Outono: lugar frágil (1993)
Prémio Nacional de Poesia 25 de Abril, com Ortografia do olhar (1995)
Grande Prémio Literário do I Ciclo Cultural Bancário do SBSI, com Conjugar afectos (1996)
Concurso Nacional de Poesia Fernão Magalhães Gonçalves, com Labirintos (1997)
Prémio Literário Maria Amália Vaz de Carvalho, com Uma certa forma de errância (2003)

(ver mais)
A Desejada Margem

A Desejada Margem

10%
Coisas de Ler
3,00€ 10% CARTÃO
O Improviso de Viver

O Improviso de Viver

10%
Poética Edições
12,60€ 14,00€
Antigona Passou por Aqui

Antigona Passou por Aqui

10%
Poética Edições
14,00€ 10% CARTÃO
Serrar a Velha

Serrar a Velha

10%
Poesia Impossível
10,80€ 12,00€