Um Aprazível Suicídio em Grupo

de Arto Paasilinna

editor: Relógio D'Água
É precisamente no S. João, festa de luz e alegria realizada em pleno Verão, que um pequeno empresário em crise, Onni Rellonen, decide acabar com a vida. Mas quando, de pistola no bolso, se aproxima de um celeiro isolado, local ideal para uma morte tranquila, depara com uma estranha cena. E, no último momento, consegue salvar um outro candidato ao suicídio já com um nó corrediço apertando em volta do pescoço. É o coronel Kemppainen, um inconsolável viúvo que escolhera igualmente aquele luminoso solstício para pôr fim à vida.
Influenciados por este acaso renunciam à sua intenção comum e conversam sobre as razões que os levaram a tomar tão sombria decisão. Já em casa de Onni preparam uma sauna, bebem, pescam e tratam-se por tu.
Depressa chegam à conclusão que na Finlândia existe um grande número de candidatos ao suicídio. E daí até à ideia de fundarem uma associação de «candidatos ao suicídio» vai um passo. Colocam um anúncio:

ESTÁ A PENSAR SUICIDAR-SE?

Não entre em pânico, não está sozinho.
Também nós temos pensamentos semelhantes,
e até alguma experiência. (…)
Respostas à Posta Restante dos
Correios Centrais de Helsínquia,
para: «Tentar em conjunto.»

E um dia, acompanhados de três dezenas de companheiros, partem num confortável autocarro para uma aprazível viagem de suicídio colectivo. Atravessam a Europa em busca do melhor precipício para se lançarem no vazio. Entre os candidatos, encontram-se alguns com bastante humor, outros mais sombrios, mas todos eles participando nas ferozes reflexões de Paasilinna sobre o suicídio enquanto desporto finlandês.
Acabam por encontrar o local ideal em Portugal, uma falésia junto à Fortaleza de Sagres.
Aprazível Suicídio em Grupo é uma narrativa irónica e macabra, que provoca riso e compaixão. É também uma fábula terna e ácida sobre vidas sombrias.

Um Aprazível Suicídio em Grupo

de Arto Paasilinna

ISBN: 9789896411350
Editor: Relógio D'Água
Idioma: Português
Dimensões: 153 x 233 x 13 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 216
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789896411350
e e e e E

Maquilhagem reflectiva

Fábio Lavos Martins

A linguagem de paasilinna, directa,escorrida e marcadamente jornalística,confere a cada um dos seus livros quase um passe de livre acesso,mesmo quando o tema a tratar é tão funesto como o suicídio. Além do mais, paasilinna não consegue escrever sem a sua habitual ironia e mordacidade. Por isso sinto sempre apelo pelos seus livros,mas também necessito do espírito adequado para atirar a cada um deles. "Um aprazível suicídio em grupo" não foge a nenhuma destas premissas. Partindo do ímpeto de duas personagens,a ideia de suicídio alargado rapidamente evolui para uma espécie de distopia pitoresca, galopante e,a espaços, deliciosa. Vale, definitivamente a pena,pegar e trabalhar este livro. É fácil e ,de certa forma, aditivo. Nem sempre o sentido de humor encontra par no que me faz sorrir,mas,não sendo a lebre de vatanen, é uma excelente compra

e e e E E

Que momento Aprazível!

Joaquim Duarte

Daqueles acasos felizes. Descobri este livro numa viagem entre Stavanger na Noruega e Frankfurt. Ao meu lado, uma jovem espanhola devorava este livro “Um aprazível Suicídio em grupo “, nada adequado a uma viagem de avião. Da conversa entabulada nasceu o desejo forte de conhecer o autor, de conhecer a obra. A ironia que transporta consigo um sorriso nos lábios de Arto Paasilinna na abordagem de um tema que é um problema nacional finlandês, o suicídio. De aventuras e desventuras, de momentos partilhados em grupo descobre-se que o mundo não é tão soturno como parece, não é tão deprimente como quer parecer ser. Viagem que passa por uma parte da Europa e vem acabar no fim do mundo, no belo promontório de Sagres. Imperdível, sempre de sorriso nos lábios!

e e e e E

Salvação?

Rita Oliveira

Quando dois finlandeses se encontram por acaso num velho celeiro, ambos com a intenção de se suicidarem, cada um à sua maneira, os seus planos acabam por não se concretizar. E, durante alguns dias, juntam-se para conversar sobre a vida e acabam por se aperceber de pequenos prazeres em que nunca tinham reparado. Decidem então pôr um anúncio num jornal para todos os que pensam no suicídio (na Finlândia, a taxa é muito elevada). As respostas são tantas que acabam por organizar uma espécie de simpósio, onde se combina um suicídio em grupo utilizando um autocarro que se despenhará numa ravina. E começam uma viagem pela Finlândia, em busca de mais presumíveis suicidas e do melhor local para o fazerem. Só que circunstâncias diversas obrigam-nos a deambular mais do que o suposto, percorrendo a Noruega, a Suíça, França e até Portugal. E no fim, o que acontece? É imprevisível durante todo o livro, e é também isso que lhe dá valor.

Companhia das Ilhas
10,00€ 10% CARTÃO
Bicho do Mato
10,00€ 10% CARTÃO