Sobre o Flirt

de Adam Phillips

editor: Cotovia, fevereiro de 2010
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Psicanalista e ensaísta de renome com vasta obra publicada, coordenador das novas traduções da obra de Freud para a Penguin Modern Classics, Adam Phillips vê na psicanálise uma espécie de poesia prática — uma linguagem com afinidades com outras linguagens literárias, uma disciplina que instiga as pessoas a celebrarem-se. Ou seja, uma forma de prazer. Sendo o flirt também um prazer, Phillips é o estudioso ideal para o tema e aborda-o, como lhe é característico, de forma muito arguta e surpreendente. A vulnerabilidade marca todos os contratos, também os amorosos; ninguém escapa ao acaso, porque o futuro não está ao alcance para ser reprimido ou manobrado. Porém, muitos contratos amorosos ajudam à ilusão de que podemos impedir antecipadamente as inevitáveis incertezas do desenrolar do tempo. Ora, o flirt é justamente a disposição contrária. "Renúncia ao tormento do irremediável que está presente no compromisso" é uma definição possível de flirt; outra será "disponibilidade para diversas fidelidades". Ao renunciar ao compromisso, o flirt aceita a imprevisibilidade da vida e vive na excitação constante que a incerteza traz consigo. O que Adam Phillips faz magistralmente neste livro é repensar questões intemporais que nos dizem respeito a todos: O que é que sustenta o nosso interesse pelo outro? Um relacionamento mede-se pela duração e pela fidelidade? A frustração que a duração acarreta é um bom argumento contra a fidelidade? A culpa é uma forma de autocontrolo e de controlo alheio? Seduzir é desviar? O maior compromisso de cada ser humano, especialmente na vida afectiva, deve ou não deve ser com a verdade? Se aceitarmos que os ideais que regem cada vida individual devem partir de afinidades e não de inquestionadas imposições, a vida torna-se um jogo mais ameaçador mas, provavelmente, mais moral. Correr riscos, namorar oportunidades, são formas de flirt — mesmo que alguns flirts acabem por reforçar as regras que pretendem rejeitar. Mas, até nisso, o flirt é um movimento de liberdade. Ou não?

Sobre o Flirt

de Adam Phillips

Propriedade Descrição
ISBN: 9789727952953
Editor: Cotovia
Data de Lançamento: fevereiro de 2010
Idioma: Português
Dimensões: 128 x 203 x 23 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 336
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Psicologia
EAN: 9789727952953
Adam Phillips

Adam Phillips dirigiu o Serviço de Psicoterapia Infantil no Hospital de Charing Cross, em Londres. Psicanalista e ensaísta de renome, publicou vários livros, de entre os quais se destacam Winnicott, On Kissing, Tickling and Being Bored, On Flirtation, Terrors and Experts, Promises, Promises (que inclui um ensaio sobre Fernando Pessoa, «Pessoa’s Appearances»), e Going Sane.
Escreve regularmente na London Review of Books, no Observer e no The New York Times. É o coordenador da nova edição de Freud na coleção Modern Classics da Penguin.

(ver mais)
Missing Out

Missing Out

10%
PENGUIN BOOKS LTD
14,15€ 10% CARTÃO
Side Effects

Side Effects

10%
PENGUIN BOOKS LTD
20,59€ 10% CARTÃO
portes grátis
As Cadeias de Erros

As Cadeias de Erros

Envio até 5 dias úteis
10%
Climepsi Editores
17,50€ 10% CARTÃO
portes grátis