Os Tomates Enlatados

de Benjamin Péret

editor: Antígona, janeiro de 1980
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i

Os Tomates Enlatados

de Benjamin Péret

Propriedade Descrição
ISBN: 9789726080442
Editor: Antígona
Data de Lançamento: janeiro de 1980
Idioma: Português
Dimensões: 120 x 210 mm
Páginas: 78
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Poesia
EAN: 9789726080442
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Benjamin Péret

Benjamin Péret (1899-1959), estudante pouco aplicado, é empurrado pela mãe para o exército depois de profanar uma estátua. O uniforme não assenta bem ao provocador dadaísta, e essa obstinada transgressão acompanha-o durante toda a vida.

Em 1924, abandona Dadá para seguir Breton e fundar a revista La Révolution surréaliste; junta-se ao Partido Comunista Francês, mas logo renuncia ao estalinismo. Emigrado no Brasil, adere à oposição trotskista e é expulso pelo regime de Vargas. Luta ao lado dos anarquistas na Guerra Civil Espanhola e, durante a França de Vichy, o seu antimilitarismo lança-o na prisão como agitador; depois do exílio no México, regressa a Paris em 1948, permanecendo até à morte ao lado de surrealistas e libertários, publicando títulos como Le Déshonneur des poètes e Anthologie de l’amour sublime.

Viveu na obscuridade e sem um tostão, mas a sua intransigência permitiu uma obra sempre aberta à maravilha. A sua inscrição tumular diz tudo sobre a encarnação do refractário: «Desse pão não como.»

(ver mais)