Os Herdeiros da Lua de Joana

de Maria Teresa Maia Gonzalez

editor: PI, maio de 2010
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
A partir do livro A Lua de Joana, escreveu Maria Teresa Maia Gonzalez esta peça de teatro onde vamos encontrar as suas personagens no momento do luto pela perda irreparável que sofrera. Confrontam-se entre si, transmitindo uma advertência contra o uso de drogas que é cada vez mais importante nos tempos que correm. Se gostaste de A Lua de Joana, não vais querer deixar de ler este livro. "A Lua de Joana" é um dos maiores sucessos de sempre na literatura juvenil portuguesa, tendo vendido mais de 300 000 exemplares até ao momento. A sua leitura por centenas de milhares de jovens, pais e professores do país impôs a escrita pela autora desta peça, possibilitando assim que muitos deles a encenem e possam, como no livro, debater e prevenir o uso das drogas.

Os Herdeiros da Lua de Joana

de Maria Teresa Maia Gonzalez

Propriedade Descrição
ISBN: 9789892700939
Editor: PI
Data de Lançamento: maio de 2010
Idioma: Português
Dimensões: 130 x 190 x 8 mm
Páginas: 96
Tipo de produto: Livro
Coleção: Obras de Maria Teresa Maia Gonzalez
Classificação temática: Livros em Português > Infantis e Juvenis > Literatura Juvenil
EAN: 9789892700939
e e e e e

Seguimento de uma boa obra

Diana lopes

Sem duvida um livro que deve ser lido. Um seguimento, de a lua de joana, imperdivel. Fantastico e português.

e e e e e

O outro lado da história!

Sandra Morato

Aconselho vivamente à leitura deste livro após ler "A lua de Joana". Mostra a tomada de consciência e por parte dos pais para um problema que não dos outros mas nosso. Da leitura deste livro tirámos várias conclusões, e mostranos erros que cometemos na educação dos nossos jovens. O que interessa dar tantos presentes aos nossos filhos quando o que eles mais precisam é da nossa amizade!

e e e e e

Real

Liliana

Muito bom dá ao jovens um relato do lado negro da lua da droga. Que os erros tem consequências , que podem levar á morte e que todos os que vivem com esta realidade conhecem.

e e e e e

Maravilhosa ideia!

Ana Patrícia Nisa Clemente

Sendo a Lua de Joana um livro tocante como é, achei por bem oferecer este também a uma jovem... Aqui vemos a história de outra forma (encenada) e dou os parabéns à autora por ter tido a excelente ideia de transformar a Lua de Joana em peça de teatro!!

Maria Teresa Maia Gonzalez

Maria Teresa Maia Gonzalez nasceu em Coimbra, em 1958. É licenciada em Línguas e Literaturas Modernas – Variante de Estudos Franceses e Ingleses – pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Vive em Lisboa e tem como passatempo a pintura.
Foi professora de Português, Inglês e Francês, no ensino particular e público, entre 1982 e 1997, em Alverca do Ribatejo, Manique e Lisboa.
Muito cedo sentiu despertar o gosto pelas histórias ouvidas e lidas em família. Por volta dos nove anos, começou a sentir o gosto pela escrita, escrevendo poemas e histórias com regularidade. Iniciou a sua carreira na escrita em 1989, quando ainda era professora.
Recebeu o Prémio Verbo-Semanário, juntamente com Maria do Rosário Pedreira, pelo livro O Clube das Chaves Entra em Ação, em 1989.
Da sua obra constam sobretudo romances juvenis, sendo também da sua autoria histórias infantis, fábulas, poesia, contos, crónicas, ficção para adultos e uma coleção juvenil de peças de teatro. São temáticas recorrentes nos seus livros os direitos das crianças e dos adolescentes, a espiritualidade e os problemas da adolescência, nomeadamente, a solidão, as perdas, a depressão, os conflitos familiares, as dependências químicas, a violência em meio escolar, a violência doméstica, a sexualidade e a afetividade. Vê o livro destinado aos mais novos como veículo promotor dos valores humanos, sobretudo o respeito pelo indivíduo e pela natureza, a paz, a saúde, a harmoniosa convivência entre gerações e culturas diversas, e a espiritualidade.
Do seu livro mais conhecido, A Lua de Joana (traduzido e publicado em cinco países: Albânia, Alemanha, Bulgária, China e Espanha), foi feita uma adaptação para teatro levada à cena pelo grupo Artyaplausos, em Lisboa e noutras cidades do país, em 2007, 2008 e 2009. Em abril de 2013, deu origem a uma adaptação teatral pela Companhia Grupo Jovem do Teatro de Carnide, no Festival Aplauso. Em outubro de 2016, deu origem a uma nova versão teatral, pela Companhia de Teatro Umbigo, em Lisboa, a qual voltou a representar a mesma peça em 2017 e em 2018 (Teatro de Carnide e Teatro da Malaposta).
Foram, também, adaptados para teatro, por diversas companhiasteatrais, vários livros.
Da coleção «O Clube das Chaves», de que é coautora, foi feita uma adaptação para uma séria televisiva com o mesmo título, exibida num canal de televisão nacional e também num estrangeiro (Canal Panda).
Muitos excertos dos livros da autora constam de manuais escolares para os vários níveis de ensino, sobretudo dos 2º e 3º Ciclos.
Desde 1990 até à presente data, visita regularmente bibliotecas, bem como escolas públicas e privadas, onde as suas obras são usadas com objetivos pedagógicos, nos vários níveis de ensino. Estes encontros têm-se revelado muito frutuosos, sobretudo no que se refere à promoção da leitura, e constituem grande fonte de inspiração para a autora.

(ver mais)