10% de desconto

O Século dos Prodígios

A Ciência no Portugal da Expansão

de Onésimo Teotónio Almeida

Livro eBook
editor: Quetzal Editores, outubro de 2018
Prémio Mariano Gago 2019
Prémio Fundação Gulbenkian / História da Presença de Portugal no Mundo
Prémio D. Diniz
Prémio John Dos Passos 2019, na categoria de Ensaio

Neste livro, Onésimo Teotónio Almeida presta especial atenção aos séculos XV e XVI, afastando-se de qualquer perspectiva nacionalista, na qual alguns historiadores portugueses incorrem, ora pecando por excesso, ao exagerarem as nossas pretensões em matéria de ciência, ora por defeito ao ignorarem o papel que de facto tivemos. Ao mesmo tempo, tenta corrigir a historiografia anglo-americana que não prestou a devida atenção ao ocorrido em Portugal nesse período. Com efeito, durante o final da Idade Média foram surgindo em Portugal sinais de um inovador interesse pela natureza e pelo conhecimento empírico dela, assim liderando um dos grandes momentos de viragem na História da Ciência. Este livro é uma revisitação dos anos de ouro da história portuguesa: O Século dos Prodígios é a revelação de como no nosso país, durante o chamado período da Expansão, surgiu e cresceu um núcleo duro de pensamento e trabalho científico verdadeiramente pioneiro, sem o qual as viagens desses séculos teriam sido impossíveis.

O Século dos Prodígios

A Ciência no Portugal da Expansão

de Onésimo Teotónio Almeida

Propriedade Descrição
ISBN: 9789897225369
Editor: Quetzal Editores
Data de Lançamento: outubro de 2018
Idioma: Português
Dimensões: 154 x 238 x 27 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 392
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > História > História de Portugal
EAN: 9789897225369
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
e e e e e

Trabalho rigoroso e aventura empolgante

José Luis R Motta de Sousa

Li agora recentemente um livro interessantíssimo do Prof Dr Onésimo Teutónio de Almeida, catedrático da Brown University em Providence Rhode Island. Intitula-se "O século dos prodígios - A ciência no Portugal da Expansão". É uma exploração tanto profunda como alargada do uso da ciência em Portugal nos sec XV-XVI. O impulso para a criação do método científico veio das exigências das viagens dos descobrimentos. Foi a primeira grande viragem do pensamento medieval europeu, que era limitado pelo o que os clássicos gregos sabiam, com desdém e desprezo pela própria experiência. Almeida faz uma análise extremamente rigorosa com um cuidado obsessivo de nunca ir além do que aconteceu. Montes e montes de referências. Apesar de trabalho erudito, lê-se como aventura empolgante. O cuidado nos detalhes da-nos a sensação de estar presentes. Como professor, deu uma qualidade didática fora do normal ao seu livro, como por exemplo escrevendo capítulos diferentes para leitores com bases diferentes, o seja "Para Portugueses" e para "Não Portugueses".

e e e E E

Um livro importante

Vítor

Um livro importante, sobre o contributo da expansão marítima portuguesa para aquilo a que se veio a designar de revolução científica. No entanto o facto de se tratar de uma coletânea de textos publicados anteriormente em momentos e contextos distintos (dos 1980´s aos 2010´s, do Diário de Notícias a revistas científicas) torna a leitura por vezes cansativa, repetitiva e não muito harmoniosa. Por demasiadas vezes os textos são respostas a outros textos e autores, o que também não facilita a leitura. O tom é por vezes demasiado académico e assume-se que o leitor está profundamente informado sobre certas questões muito específicas. Este é um tema que merecia um ensaio escrito para o grande público, mas não será este livro a cumprir esse papel.

e e e e e

Um livro excepcional

Rui P.

Um passeio pela história. De leitura fácil e de informação valiosa. Recomendo para todos os apaixonados da história mas também para todos os que gostam da leitura despreocupada mas instrutiva!

e e e e e

A ciência da expansão

Vítor

Onésimo Teotónio Almeida vive nos EUA há décadas e isso permite-lhe ter uma visão muito equilibrada e sóbria do papel dos descobrimentos portugueses no desenvolvimento científico. Algures entre a ignorância anglófona e os exageros de importância dados em Portugal está o real contributo dado por cientistas portugueses para a revolução que se seguiu. Almeida consegue explicar de forma convincente esse contributo.

e e e e e

Nós no mundo

Alexandra Lory

Uma abordagem clara e fundamentada sobre portugueses dos séculos XV e XVI. Pela periferia em relação ao centro da Europa e pela dificuldade da língua, Portugal nem sempre surgiu aos olhos do mundo na sua real relevância. Sem excesso nacionalista, mas também sem falsa modéstia, estas páginas levam-nos a revisitar uma época extraordinária para o mundo, uma odisseia em que nós, portugueses, participámos e para a qual contribuímos. É uma viagem que nos mostra como a Alta Idade Média alterou mentalidades e qual o nosso papel nessa aventura.

e e e e e

Uma obra de referência

Nuno Martins Ferreira

O mais recente livro de Onésimo Teotónio Almeida é uma das mais importantes obras de historiografia portuguesa dedicada ao período da Expansão Ultramarina portuguesa das últimas décadas. Profundo conhecedor da produção historiográfica estrangeira, nomeadamente a norte-americana, o autor contextualiza o contributo dos portugueses para a Revolução Científica de uma forma precisa porque apoiada na análise, muitas vezes comparativa, entre os escritos dos matemáticos e navegadores e as obras tidas como pioneiras no dealbar da ciência moderna. Com uma escrita fluida e envolvente, Onésimo não defende a conhecida rutura epistemológica, defendida por Joaquim Barradas de Carvalho, provocada pelos portugueses, mas guarda um papel determinante, ainda hoje esquecido por diversas razões - uma delas é o desconhecimento da língua portuguesa nos meios académicos de expressão inglesa - de homens como João de Castro ou Pedro Nunes, no panorama mais geral do conhecimento do mundo. Leitura obrigatória para o grande público e para a academia.

Onésimo Teotónio Almeida

Estudou no Seminário de Angra do Heroísmo, bacharelou-se na Universidade Católica de Lisboa. Desde 1972 nos Estados Unidos, fez mestrado e doutoramento em Filosofia na Brown University, onde é catedrático no Departamento de Estudos Portugueses e Brasileiros (foi seu diretor durante doze anos), no Wayland Collegium for Liberal Learning Renaissance and Early Modern Studies da mesma universidade, lecionando cursos interdisciplinares sobre valores e história cultural e das ideias.
Além de vários livros de ensaios, tem centenas de artigos dispersos que ultimamente tem reunido em volumes temáticos: De Marx a Darwin – a desconfiança das ideologias (2009, Prémio Seeds of Science 2010 para Ciências Sociais e Humanidades), O Peso do Hífen. Ensaios sobre a experiência luso-americana (2010) e Pessoa, Portugal e o Futuro (2014). Publicou ainda Utopias em Dói Menor – Conversas transatlânticas com Onésimo, conduzidas por João Maurício Brás (Gradiva, 2012).
No género de crónica e conto, as suas mais recentes coletâneas são Quando os Bobos Uivam (Clube do Autor, 2013), Aventuras de um Nabogador – Estórias em Sanduíche (Bertrand, 2007) e Livro-me do Desassossego (Temas e Debates, 2006). Onésimo. Português Sem Filtro (Clube do Autor, 2011) é uma antologia de cinco livros esgotados.
Colaborador permanente do Jornal de Letras, é membro da Academia Internacional de Cultura Portuguesa e da Academia da Marinha e Doutor Honoris Causa pela Universidade de Aveiro.

(ver mais)
A Obsessão da Portugalidade

A Obsessão da Portugalidade

10%
Quetzal Editores
18,80€ 10% CARTÃO
portes grátis
Despenteando Parágrafos

Despenteando Parágrafos

10%
Quetzal Editores
18,80€ 10% CARTÃO
portes grátis
Filhos da Terra

Filhos da Terra

10%
Tinta da China
20,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
Conquistadores

Conquistadores

10%
Editorial Presença
19,90€ 10% CARTÃO
portes grátis