O Monólogo do Merceeiro

de Ivo Machado

editor: Insubmisso Rumor, setembro de 2015
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
(Livro em Português e Castelhano).

Ivo Machado autor com poemas traduzidos em espanhol, italiano, bósnio, alemão, inglês, húngaro e letão, e incluídos em diversas antologias nacionais e estrangeiras, apresenta o seu 11º livro de poesia, intitulado O monólogo do merceeiro. Uma obra intimista, inserida no universo quase desaparecido da figura do merceeiro, a partir da qual nos fornece uma visão reflexiva da sociedade.

O Monólogo do Merceeiro

de Ivo Machado

Propriedade Descrição
ISBN: 9789897430701
Editor: Insubmisso Rumor
Data de Lançamento: setembro de 2015
Idioma: Português
Dimensões: 173 x 214 x 5 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 66
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Poesia
EAN: 9789897430701
e e e e E

Ecos da memória

VFontes

Este livro de poesia é uma viagem a um tempo e a um espaço que já só existe na memória poética de um Portugal longínquo e perdido. Ivo Machado tem essa capacidade de levar os leitores a lugares onde já só entramos se for pela porta da memória. O Monólogo do Merceeiro é um pequeno livro que perpetua no tempo memórias desse Portugal que não existe mais.

Ivo Machado

Ivo Machado nasceu na ilha Terceira em outubro de 1958. Publicou os primeiros poemas no final da década de setenta nos suplementos literários insulares. O seu primeiro livro, editado em 1981, intitula-se Alguns Anos de Pastor, e dele Fernando Lopes-Graça musicou para canto lírico sete poemas a que chamou Sete Breves Canções do Mar dos Açores. Decorrida uma década aparece Três Variações de Um Sonho (1995) e, Cinco Cantos com Lorca e outros poemas (1998), apresentado em Granada, Espanha, no dia do centenário do nascimento de Garcia Lorca. Seguem-se Adágios de Benquerença (2001), Os Limos do Verbo (2005), Verbo Possível (2006), Poemas fora de Casa (2007), Quilómetro Zero (2008), Tamujal (2009), Animal de Regressos (2011), O Monólogo do Merceeiro (2015) e A Cidade Desgovernada (2016). Da sua Obra literária consta ainda a peça de teatro O Homem que Nunca Existiu (1997) que foi levada à cena em Lisboa, e a novela Nunca Outros Olhos Seus Olhos Viram (1998). Em 2012 publicou o livro infantil A Menina que Queria ser Bailarina. Tem realizado leituras da sua poesia em diversos países europeus e sul-americanos. Os seus poemas estão traduzidos para o espanhol, italiano, bósnio, alemão, inglês, húngaro e letão, e incluídos em diversas antologias nacionais e estrangeiras. Vive no Porto desde 1987.

(ver mais)
Miseriae

Miseriae

10%
Editora Guerra & Paz
10,80€ 12,00€
Oratória

Oratória

10%
Busílis
10,00€ 10% CARTÃO
Fantasmas e Fantasias

Fantasmas e Fantasias

10%
Chiado Books
10,00€ 10% CARTÃO
O Pássaro das Manhãs

O Pássaro das Manhãs

10%
Chiado Books
8,00€ 10% CARTÃO