10% de desconto

Ó Maria

de Anouar Benmalek

editor: Mercado de Letras, dezembro de 2007

O romance de uma andaluza de outrora, cristã e muçulmana, mãe desesperada, mas também uma prostituta demasiadamente bela para viver em paz, mesmo após a morte, numa Espanha do século de ouro, devastada pela sede de pureza. Uma história muito comovente de amor e de liberdade, na véspera do grande degredo dos mouriscos.

Traduzido em dez línguas, Anouar Benmaleck é autor, entre outros, de Amants Desunis (Calman-Lévy) e de L’Enfant du Peuple Ancien (Pauvert), várias vezes premiado. Qualificado de «Faulkner mediterrânico» pelo L’Express, publicou igualmente nas Edições Fayard Ma planète me monte à la tête e L’Année de la putain.

«Um belo romance. É necessário apressarmo-nos e mergulharmos na história de Maria. A linguagem é crua, precisa, criativa. Um livro inspirado.»
(La Provence, Edmonde Charles-Roux, presidente do Júri Goncourt)

«Um romance com uma força pouco comum. Conhecíamos o talento de contador de histórias de Anouar Benmalek. "Ó Maria" confirma fortemente esta riqueza de língua, de imagens, de invenção dramática. Mas é sobretudo a língua que seduz: de uma crueza que evita o obsceno, rico de cores e de imagens desfraldando um barroquismo sem gravidade, impregnado de diálogos saborosos, o estilo vigoroso do contador apresenta- -nos de forma mais comovente a sua mensagem sincrética e universal.»
(Le Magazine Littéraire, Bernard Fauconnier)

«Um grande romance que, de acordo com as palavras do autor, mostra o que poderia ter acontecido e que a terrível sede de pureza não permitiu.»
(Associated Press)

«Uma angustiante história de paixão e de liberdade. Uma escrita que prende, elaborada de uma forma límpida e graciosa. Fresco ofegante que não concede pausa ao seu leitor até à última linha onde esta violência faulkneriana dá por fim um pouco de espaço à serenidade. Resultado de um verdadeiro realismo poético, a escrita de Anouar Benmalek desenha um rosto novo para o mundo. Um canto de esperança e de sabedoria para uma época difícil.» (Le Républicain lorrain, Gaston-Paul Effa)

«Magnífico romance. Fugindo às armadilhas do romance histórico ao saber equilibrar, com virtuosismo, as informações históricas e a construção narrativa do romance, Anouar Benmalek oferece uma récita forte e violenta do destino de uma mulher. Um romance que nunca nos deixa sossegar.»
(Correspondances internationales, Christiane Chaulet-Achour)

«Uma angustiante história de amor e de liberdade, na véspera da grande deportação dos mouriscos.»
(L’Echo de la Haute-Vienne)

«Foi naquele preciso momento das suas reflexões um pouco parvas que ela o viu, naquela manhã. O homem de capa e de chapéu de abas largas mostrou-se tão sorridente, tão feliz por a ter encontrado, surgindo de repente do arbusto que, de início, não teve medo: como temer um ser que a alegria transforma a tal ponto? Mas a saliva secou-se instantaneamente na boca quando se apercebeu da espada e depois da dezena de indivíduos armados com arcabuzes que acompanhavam o homem de sorriso radiante.

"Maria, grita agora, Maria… Depois, será tarde demais… Peço-te… Eles vão-nos matar a todos…" A voz, na cabeça da adolescente, suplicava-lhe, em vão, ao longo de todo o caminho. O que lhe restava de domínio sobre o corpo era apenas suficiente para limitar a tremura das pernas e dos braços e controlar as suas entranhas.

Eram eles. Finalmente, eles haviam-nos descoberto.»

Ó Maria

de Anouar Benmalek

Propriedade Descrição
ISBN: 9789728834203
Editor: Mercado de Letras
Data de Lançamento: dezembro de 2007
Idioma: Português
Dimensões: 157 x 233 x 22 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 384
Tipo de produto: Livro
Coleção: As Letras dos Outros
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789728834203
Anouar Benmalek

Anouar Benmalek nasceu em 1956 em Casablanca (Marrocos), filho de pai argelino e mãe marroquina.
Matemático de formação, é doutorado em Probabilidade e Estatística e foi professor na Université des Sciences et Techniques da Argélia. A sua luta pelos Direitos do Homem levou-o ao cargo de Secretário-Geral do Comité Argelino Contra a Tortura, entre 1988 e 1991, e a cronista no Algérie Actualité.
Reside actualmente em França, onde exerce o cargo de Maître de Conférences na universidade.
É autor de oito romances, entre eles Les Amants Désunis (1998), L’Enfant du Peuple Ancien (2000, editado em Portugal), L’Amour Loup (2002) e Chronique de l’Algérie Amère (2003).

(ver mais)
O Tique

O Tique

10%
Mercado de Letras
11,90€ 10% CARTÃO
Reino Dividido

Reino Dividido

10%
Mercado de Letras
16,10€ 10% CARTÃO
portes grátis
Tu Ne Mourras Plus Demain

Tu Ne Mourras Plus Demain

10%
FAYARD
19,07€ 10% CARTÃO
portes grátis
L'Enfant Du Peuple Ancien

L'Enfant Du Peuple Ancien

10%
PAUVERT
30,15€ 10% CARTÃO
portes grátis