O 13.º Passageiro

de Carlos Barradas e José António Barreiros

editor: O Mundo em Gavetas, agosto de 2007
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
No dia 1 de Junho de 1943 um avião civil da KLM, pilotado pelo comandante QuirinusTepas, que assegurava a ligação de Portugal ao Reino Unido, foi abatido por uma esquadrilha alemã, quando sobrevoava o Golfo da Biscaia. A bordo iam 13 passageiros, entre os quais o actor de teatro e do cinema Leslie Howard, que regressava de uma série de palestras de propaganda, efectuadas em Lisboa e Madrid.

Desde então várias teses se têm defrontado para explicar o insólito acontecimento. A "linha de Lisboa", como era conhecida, gozava de imunidade, por via de um acordo diplomático não escrito que vigorava entre as forças do Eixo e os Aliados.

José António Barreiros, que nos últimos anos se tem dedicado a estudar as redes estrangeiras de espionagem em Portugal, durante a Segunda Guerra, escreveu um pequeno livro sobre o assunto e o guião de uma banda desenhada, a que a pena de Carlos Barradas deu vida e colorido. Esta obra é enriquecida por um texto final da autoria do professor americano Douglas Wheeler, reputado historiador e especialista na matéria, recentemente condecorado pelo Estado Português pelo desempenho em prol da cultura portuguesa. Trata-se pois de uma narrativa real, se bem que inacreditável.

Ao findar a leitura sente-se que o assunto não está esgotado e que o mistério sobre o destino do "voo 777" permanece. Que razão teria ditado tal ataque mortal, sendo certo que não era a primeira vez que este avião DC3 era metralhado? Teriam os alemães confundido Alfred Chenhalls, o corpulento companheiro de viagem de Howard, com Winston Churchill? Seria o alvo Wilfred Israel, o animador do Socorro Judaico, agente determinante no repatriamento de judeus? Visaram os Junkers o director-geral da Shell Oil em Portugal, Tyrell Shervington, personagem relevante da rede clandestina de sabotagem e guerra subversiva do Special Operation Executive?

No livro tudo isto está contado e muito mais. O leitor segue, a par e passo, a estadia daquele que contracenou com Clark Gable em "E Tudo O Vento Levou" pela cidade de Lisboa, no final de Maio de 1943. Consultados os arquivos, conclui-se que há ainda muita documentação de acesso proibido. Lendo nas entrelinhas do conhecido, esta publicação sugere algumas pistas para compreender quem foram os autores deste crime e também os seus encobridores. É um livro para ler e para ver, uma obra para se compreender e para se sentir.

O 13.º Passageiro

de Carlos Barradas e José António Barreiros

Propriedade Descrição
ISBN: 9789899505315
Editor: O Mundo em Gavetas
Data de Lançamento: agosto de 2007
Idioma: Português
Dimensões: 210 x 290 mm
Páginas: 68
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Banda Desenhada > Histórica Livros em Português > Literatura > Policial e Thriller
EAN: 9789899505315