Melhorar a Eficácia das Escolas

de Jaap Scheerens

editor: Edições Asa, dezembro de 2004
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Esta obra analisa as conclusões extraídas de diferentes modelos de investigações levadas a cabo sobre a eficácia da escola em países desenvolvidos e em países em desenvolvimento.

A questão da eficácia da escola é particularmente pertinente nos ambientes em que o sistema educativo é caracterizado pela descentralização funcional e em que o papel da elaboração das políticas e da planificação à escala central foi, consequentemente, redefinido. O contributo dos conhecimentos adquiridos na matéria é analisado, paralelamente a uma descrição dos mecanismos explicativos subjacentes. Das diversas conclusões desta síntese verifica-se que os resultados da investigação se consideram especificamente adaptados aos procedimentos de pilotagem e de avaliação. São apresentados exemplos de sistemas de indicadores nacionais da educação e de auto-avaliação da escola.

Melhorar a Eficácia das Escolas

de Jaap Scheerens

Propriedade Descrição
Editor: Edições Asa
Data de Lançamento: dezembro de 2004
Idioma: Português
Encadernação: Capa mole
Páginas: 128
Tipo de produto: Livro
Coleção: Em Foco
Classificação temática: Livros em Português > Ensino e Educação > Políticas Educacionais e Administração Escolar
EAN: 9789724138152
Jaap Scheerens

Jaap Scheerens é professor de ciências da educação na Universidade de Twente, Holanda, onde dirige um grupo de investigadores encarregado de estudar a eficácia da escola e a avaliação da educação. Director do OCTO (Centro de Investigação Aplicada em Educação) durante nove anos, até Agosto de 1998, hoje é director científico do ICO (Centro Interuniversitário de Investigação em educação), rede que reúne dez universidades da Holanda que colaboram em trabalhos de investigação e iniciativas de formação de 3º ciclo. Autor de várias obras e de numerosos artigos sobre a avaliação da educação e eficácia da escola, efectuou diversas missões ao serviço de organizações internacionais, tais como a União Europeia, a OCDE e o Banco Mundial onde, ultimamente, tem a seu cargo pesquisas como investigador convidado.

(ver mais)