Introdução à Leitura d Uma Abelha na Chuva

de Carlos Reis

editor: Edições Almedina
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i


"A reedição deste pequeno trabalho, a mais de quinze anos de distância da sua primeira edição, pode parecer (mesmo ao seu autor...) um tanto estranha e algo deslocada, em relação ao estado actual dos estudos literários. Concebida no quadro de um projecto de investigação mais amplo e subordinada a uma orientação metodológica particular, esta análise do romance Uma Abelha na Chuva aparece agora como um trabalho inevitavelmente datado:-a narratologia evoluiu muito desde os anos 70, dilatou-se a bibliografia sobre Carlos de Oliveira e o conhecimento que hoje possuímos do Neo-Realismo é mais minucioso e circunstanciado do que então era.
Como quer que seja — e uma vez que parece ainda existir um público a quem esta monografia pode ser útil — reedita-se agora a "Introdução ao Estudo de Uma Abelha na Chuva", sem que no seu texto tenham sido introduzidas quaisquer alterações. Para o fazermos, necessitaríamos de condições (que não são só de tempo) para repensarmos a orgânica interna desta análise; o que talvez levasse — levaria certamente — a uma reescrita tão profunda que se perderia nela a marca do tempo em que este livro foi concebido."
Carlos Reis

Introdução à Leitura d Uma Abelha na Chuva

de Carlos Reis

ISBN: 9789724002477
Editor: Edições Almedina
Idioma: Português
Dimensões: 145 x 205 x 5 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 112
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Ensaios
EAN: 9789724002477
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
e e e e E

Essencial, como sempre

João Santos

Comprei este livro juntamente com a obra de Carlos de Oliveira, de maneira a poder ter uma contextualização da obra do escritor neorrealista, bem como uma breve síntese do(s) assunto(s) de "Uma abelha na chuva"e das linhas que o motivaram. Como se trata de uma edição do Professor Doutor Carlos Reis é certamente uma excelente compra. Essencial, como sempre.

Carlos Reis

Ensaísta e professor português, nascido em 1950, em Lisboa, Carlos Reis é Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.
Professor de Teoria da Literatura, Teoria da Literatura Comparada, Introdução aos Estudos Literários e Literatura Espanhola (moderna e contemporânea) nesta Universidade antes de 1975, ministra a cadeira de Literatura Portuguesa (moderna e contemporânea).
Prestigiado catedrático, tem sido professor convidado em muitas outras Universidades, a saber: Espanha, Alemanha, Brasil e Estados Unidos da América.
Especializado em Literatura Portuguesa dos séculos XIX e XX e em Teoria da Narrativa, publicou sobre esta área vários livros de prestígio internacional e assinou dezenas de artigos em revistas universitárias.
É coordenador da Edição Crítica da Obra do escritor Eça de Queirós, da História Crítica de Literatura Portuguesa e da Área de Língua e Cultura Portuguesa da Universidade Aberta.
Após a demissão de Francisco Bethencourt Rodrigues, assumiu, em 1998, o cargo de Director da Biblioteca Nacional. Nestas funções, Carlos Reis definiu como linha de acção prioritária a necessidade de conservar e fazer o restauro dos documentos tombados no Campo Grande e a de dar continuidade à aposta nas novas tecnologias, defendendo, para tal, o estabelecimento de uma política de mecenato.
Publicou, entre outras, as obras seguintes: Textos Teóricos do Neo-Realismo; Estatuto e perspectivas do narrador na ficção de Eça de Queirós; Introdução à leitura d'Os Maias; O Discurso Ideológico do Neo-Realismo Português; Dicionário da Narratologia (em colaboração com Ana Cristina M.Lopes); Para una semiótica de la ideologia (tradução parcial de O discurso ideológico do Neo-Realismo Português); Introdução à leitura das Viagens na minha Terra; A Construção da Narrativa Queirosiana. O Espólio de Eça de Queirós (em colaboração com Maria do Rosário Milheiro); Literatura Moderna e Contemporânea (com a colaboração de Ana Nascimento Piedade, Isabel Cristina Rodrigues, Maria João Simões e Maria do Rosário Milheiro). Edição da Universidade Aberta, Literatura Moderna e Contemporânea está dividida em oito capítulos que abrangem o período que começa no Romantismo e acaba no Modernismo.
Ganhou o Prémio Eduardo Lourenço em 2019. Em 2020, Carlos Reis recebe o Prémio Vergílio Ferreira, atribuído pela Universidade de Évora, que o considera "um dos mais relevantes ensaístas da atualidade", tendo sido galardoado "pelo seu notável contributo no domínio do ensino da Literatura, dos Estudos Literários e da divulgação internacional da Língua e da Cultura portuguesas".

(ver mais)
Porto Editora
13,30€ 10% CARTÃO
Editorial Presença
8,50€ 10% CARTÃO
Envio até 20 dias úteis