Gosto disto aqui

de Kingsley Amis

editor: Quetzal Editores, agosto de 2012
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Garnet Bowen, antigo jornalista e autor de um único livro, vive agora de alguns trabalhos avulsos e sustenta com dificuldade os seus três filhos. A mulher e a sogra convencem-no a aceitar um trabalho que implica passar uma temporada num país do Sul da Europa, investigando a verdadeira identidade de um escritor obscuro.

Bowen odeia sair de Londres e sempre desprezou a ideia de viajar pelo continente, mas não vai conseguir evitar a ida. E aí vai ele para um país em que o álcool é barato; o sol, opressivo; a comida, estranha; e as raparigas, ilegíveis, nos sinais que dão de recetividade e repúdio - esse país é Portugal.

Neste fabuloso entretenimento que é Gosto Disto Aqui - o mais autobiográfico dos romances de Kingsley Amis -, o nosso perplexo herói vai passar por consecutivos apuros e desastres cómicos, que culminam numa situação amorosa com uma jovem mulher e um hostil representante da fauna de insetos locais.

«Kingsley foi sobretudo um rebelde que se opunha a tudo o que estva na moda ou fazia parte do establishment, usando e abusando de um inconformismo que lhe fornecia o material ideal para as suas paródias cruéis e implacáveis.»
Helena Vasconcelos, Público

«Ferozmente divertido.»
Sunday Express

Gosto disto aqui

de Kingsley Amis

Propriedade Descrição
ISBN: 9789897220418
Editor: Quetzal Editores
Data de Lançamento: agosto de 2012
Idioma: Português
Dimensões: 151 x 233 x 18 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 232
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789897220418
e e e E E

Sair da zona de conforto

Ana

Foi o primeiro livro de li de Amis e fiquei curiosa para ler mais. Nesta obra acompanhamos a estadia de dois meses em Portugal de Garnet Bowen. Este indivíduo além de sair do seu país, sai da sua zona de conforto ao tentar entender os costumes e regras de uma sociedade diferente. É uma viagem a Portugal pela perspetiva de um estrangeiro.

e e e E E

Sair da zona de conforto

Ana

Primeiro livro de Amis que li e fiquei curiosa por ler mais. Nesta obra acompanhamos a estadia de dois meses em Portugal de Garnet Bowen. Este indivíduo além de sair do seu país, sai da sua zona de conforto ao tentar entender os costumes e regras de uma sociedade diferente. É uma viagem a Portugal pela perspetiva de um estrangeiro.

e e E E E

Nem por isso!

Inês Costa

"Gosto Disto Aqui" tinha tudo para ser uma boa leitura: um escritor de qualidade inquestionável, uma sinopse que desperta curiosidade, a promessa de ser "ferozmente divertido" e uma capa que chama a atenção do leitor em qualquer livraria. Mas foi um banho de água fria. Personagens apáticas que nos fazem bocejar e que vamos esquecer quando chegarmos à última página, um profundo desinteresse em melhorar o cenário e envolver o leitor, um relato autobiográfico que ficaria bem numa gaveta para gáudio do autor e sossego do leitor. Não é um livro mal escrito, mas é uma história que não aquece nem arrefece, e, sobretudo, que não deixa saudades. Como se chamava mesmo a personagem principal?

Kingsley Amis

Escritor inglês, Sir Kingsley Amis nasceu em 1922, em Londres, no seio de uma família da classe média baixa, da qual ascendeu sobretudo graças à sua força de vontade. Estudou na City of London School e no St. Jonh's College, em Oxford.
Após ter cumprido o serviço militar no Royal Corps of Signals, Amis completou os seus estudos universitários e trabalhou como Leitor de Inglês na University College of Swansea (1948-1961), em Cambridge (1961-63), e nos Estados Unidos da América, não sem terem decorrido cerca de vinte anos de carreira antes de poder subsistir como escritor a tempo inteiro.
Homem de astúcia e génio ousado, ganhou a reputação de boémio, bebedor e grande frequentador dos Clubs ingleses. Um radical enquanto jovem adulto, Amis tornou-se posteriormente conhecido pela sua crítica conservadora da vida e costumes seus contemporâneos.
O seu talento viria a manifestar-se em diversos géneros literários. À altura da sua morte, com 73 anos de idade, Amis havia publicado dezenas de volumes de poesia, contos, coletâneas de ensaios e de crítica, mas foi principalmente como romancista que se destacou. A sua obra mais conhecida é o seu romance de estreia, Lucky Jim (1954), no qual o protagonista é o anti-herói Jim Dixon, que viria a reaparecer em That Uncertain Feeling, publicado em 1956, e filmado em 1962 com a presença de Peter Sellers, e I Like It Here (1958), de cariz xenofóbico e cuja ação decorre em Portugal.
Amis era grande apreciador de romances policiais e de ficção científica. Após a morte de Ian Fleming, em 1964, escreveu uma aventura de James Bond, Colonel Sun (1968), e um estudo sobre o espião mundialmente famoso, The James Bond Dossier (1965). Publicou também policiais, o estudo crítico Rudyard Kipling And His World (1975), Memoirs (1990) e The King's English, uma série de pequenos ensaios sobre a arte de bem escrever. Dedicou também algumas obras ao álcool, On Drink (1972), How's Your Glass (1984) e Everyday Drinking (1983). As grandes desilusões do escritor, que se desenrolaram em azedume em algum do seu trabalho mais tardio, podem ser notadas em Wasted (1973). O seu último romance, inacabado, Black and White, fala-nos de uma atração entre um homem homossexual branco e uma mulher heterossexual negra.
Em 1986 foi galardoado com o Booker Prize pelo título The Old Devils e, em 1990, armado cavaleiro. É pai do autor Martin Amis.

(ver mais)
Memoirs

Memoirs

10%
Vintage Publishing
19,30€ 10% CARTÃO
portes grátis
That Uncertain Feeling

That Uncertain Feeling

10%
PENGUIN BOOKS LTD
12,86€ 10% CARTÃO
Sucesso

Sucesso

10%
Quetzal Editores
18,80€ 10% CARTÃO
portes grátis