Felicidade na Austrália

de Liberto Cruz

editor: Editorial Estampa
Liberto Cruz estreia-se na ficção com Felicidade na Austrália. São catorze passagens de uma vivência em S. Pedro de Penafrim, onde o autor nasceu e viveu. Histórias de um tempo outro em que a «felicidade», agora descrita, se esvai numa estranha lonjura como se em um outro continente ela se tivesse desenrolado. Todavia, a presença constante desse habitado pequeno mundo, simultaneamente tão natural, tão buliçoso e tão pachorrento, perdurava na memória de quem o sentiu e observou e exigia-lhe um testemunho que, ao longo dos anos, se foi tornando quase obsessivo. Não é a pequena história desta povoação que se pretende evocar nem, tão-pouco, se deseja transmitir com rigor essa época situada entre os anos 40 e 75 do século passado. O que o autor procurou, com humor e malícia, num tom por vezes brejeiro, foi recordar esse tempo português, veladamente permissivo, que procurava, a todo custo, evitar o escândalo público.

Felicidade na Austrália

de Liberto Cruz

ISBN: 9789723327229
Editor: Editorial Estampa
Idioma: Português
Dimensões: 155 x 234 x 8 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 144
Tipo de produto: Livro
Coleção: Prometeu
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789723327229
Liberto Cruz

Liberto Cruz nasceu em Sintra em 1935. Poeta, crítico, ensaísta, biógrafo, tradutor e conferencista é licenciado em Filologia Românica pela Faculdade de Letras de Lisboa (1959). Foi professor do ensino secundário (Castelo Branco e Lisboa) e Assistant Associé das Universidades de Rennes, Nantes e Vincennes (França), onde lecionou literatura portuguesa.
Fundou em 1961 a revista Sibila e dirigiu de 1964 a 1966 a coleção Poesia e Ensaio da Ulisseia.
Crítico literário do Jornal de Letras e Artes de 1965 a 1966.
Colaborador da Colóquio Letras desde 1971.
Introdutor em França (1969) da cadeira de estudos de literatura africana de expressão oficial portuguesa. (Secção de Português da Université de Haute Bretagne – Rennes).
Conselheiro Cultural da Embaixada de Portugal em Paris de 1975 a 1988.
De 1988 a 2000 foi Diretor da Fundação Oriente em Lisboa.
Além da obra poética tem-se interessado por vários autores portugueses e estrangeiros, sendo dignas de especial atenção as obras dedicadas a José Cardoso Pires, Ruben A., António José da Silva, Júlio Dinis, Marquês de Sade e Blaise Cendrars.
Viveu em França de 1967 a 1988.
Foi Presidente da Associação Portuguesa dos Críticos Literários de 2000 a 2017.

(ver mais)
Editorial Estampa
4,01€ 10% CARTÃO
Editorial Estampa
3,00€ 10% CARTÃO
Palimage
12,50€ 10% CARTÃO
Edições Colibri
5,25€ 10% CARTÃO
Editorial Estampa
2,00€ 10% CARTÃO
Editorial Estampa
3,00€ 10% CARTÃO