Empenhai-vos!

de Stéphane Hessel

editor: Planeta, junho de 2011
Indignarmo-nos já não chega!
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Com Indignai-vos!, Stéphane Hessel marcou o ano de 2010. Após uma crise difícil e um período de reformulação do poder, esta obra vem catalisar uma vaga imensa de contestação que atravessa o país e que ultrapassa até as nossas fronteiras.
Neste Empenhai-vos!, Stéphane Hessel, no decurso de uma conversa com Gilles Vanderpooten, de 25 anos, intensifica as suas exigências morais porque, diz ele, não basta indignarmo-nos. Cada um de nós, com a sua própria sensibilidade, deve empenhar-se em todas as frentes de combate da nossa época: os direitos do homem, a defesa dos ilegais e dos sem-abrigo, a luta contra as desigualdades, a ecologia…
Eterno optimista, Hessel acredita que a Natureza é «rica em ardis» e convida as gerações jovens a indignar-se e a resistir às coisas escandalosas que as rodeiam.
Uma conversa rica, profunda e apaixonante.

Empenhai-vos!

de Stéphane Hessel

Propriedade Descrição
ISBN: 9789896572082
Editor: Planeta
Data de Lançamento: junho de 2011
Idioma: Português
Dimensões: 155 x 233 x 6 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 104
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Ensaios
EAN: 9789896572082
e e e e E

Tudo vale a pena quando a alma não é pequena!

JP

Uma lúcida reflexão sobre o engajamento individual nas questões primordiais das sociedades contemporâneas. O ambiente, o capitalismo, os direitos humanos, ou o estado da Europa. Essencial para pensar sobre aquilo que nos faz ser verdadeiramente humanos...

e e e e e

É digno de ser lido.

Frederico Tavares

De leitura fácil é um livro que se "devora" de uma assentada, Recomendo.

Stéphane Hessel

Nasceu no início da revolução russa, mas, em vez da rebelião, preferiu a via da diplomacia e das organizações internacionais.
A experiência da Segunda Guerra mundial - durante a qual escapa duas vezes aos campos de concentração - faz dele um mundialista e um europeísta decidido.
Convencido pela necessidade da união contra novas catástrofes e crente na necessidade de uma organização internacional, contribuiu para a redacção da Declaração Universal dos Direitos do Homem, em 1948. «Talvez o período mais ambicioso da minha vida, com o sentimento premente de trabalhar para o futuro e não para a eternidade.»
Pioneiro da ONU, embaixador de França, ligado aos Negócios Estrangeiros e depois ao programa das Nações Unidas para o desenvolvimento, Stéphane Hessel encarna uma espécie de «civismo mundial» que o leva a empenhar-se alternadamente em prol dos direitos do homem, dos ilegais e dos sem-abrigo, da luta contra as desigualdades e até do confl ito israelo-palestiniano. Entusiasta venerado, presente em todas as frentes, Stéphane Hessel faz da ecologia um dos principais desafios do século XXI e, optimista como é, acredita que a Natureza é «rica em ardis múltiplos», capaz de frustrar todas as armadilhas das suas criaturas.
Stéphane Hessel apela a uma organização mundial para o desenvolvimento e intima as novas gerações a que resistam aos escândalos que as rodeiam e os combatam com toda a energia.

(ver mais)
Indignai-vos!

Indignai-vos!

10%
Objectiva
5,90€ 10% CARTÃO