Descolonização e Independência em Moçambique

Factos e Argumentos

de Henrique Terreiro Galha

editor: Esfera do Caos
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
A independência de Moçambique poderia e deveria ter sido concedida de uma forma radicalmente distinta - é esta a tese central deste livro. Numa linguagem simples, na língua que o povo fez, para além de analisar histórica e politicamente os factos que conduziram à descolonização e à independência de Moçambique, o autor, acima de tudo, pretendeu com esta obra explicar em que circunstâncias e por que razão foram cruelmente abandonados e sacrificados milhares de portugueses brancos, negros e mestiços - apenas porque tiveram a infelicidade de nascer em África.

Conteudos da obra: Um acordo frustrado | Um acordo precipitado | Agitação política e social em Portugal e os seus reflexos em Moçambique | A Igreja Católica e a independência de Moçambique | Inferno e fuga | Autoritarismo, prepotência e sofrimento | O calvário dos brancos | Os prisioneiros portugueses e as relações bilaterais | Apêndice 1: Cabora Bassa | Apêndice 2: Factos (transcrição de documentação e recortes de imprensa).

Descolonização e Independência em Moçambique

Factos e Argumentos

de Henrique Terreiro Galha

ISBN: 9789896800208
Editor: Esfera do Caos
Idioma: Português
Dimensões: 162 x 235 x 12 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 280
Tipo de produto: Livro
Coleção: Palavras com História
Classificação temática: Livros em Português > História > História de Portugal
EAN: 9789896800208
Henrique Terreiro Galha

Henrique Terreiro Galha. Viveu em terras de Moçambique, e aí trabalhou como alto funcionário da administração pública, até pouco depois de declarada a independência. Estando actualmente reformado, foi nas últimas décadas dirigente do ICEP (Instituto do Comércio Externo de Portugal). Investigou detalhadamente o processo da descolonização de Moçambique. Nesta obra, as suas teses estão escoradas na memória de quem viveu os acontecimentos, sem dúvida, mas também num manancial de registos documentais talvez ímpar.

(ver mais)