Comboios Rigorosamente Vigiados

Livro 1

de Bohumil Hrabal

editor: Editorial Caminho, abril de 1990
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Bohumil Hrabal nasceu em Brno em 1914. Concluiu o curso de Direito em Praga em 1939, mas tendo os invasores alemães encerrado as universidades checas, só conseguiu o diploma em 1946.
Nunca exercerá a profissão. Em vez disso, será sucessivamente escriturário, fiel de armazém, empregado dos caminhos-de-ferro, operário metaIúrgico, embalador de papel velho e figurante de teatro.
Em 1963, publica o seu primeiro livro, Uma Pérola no Fundo, e é imediatamente acolhido como um grande escritor.
Os livros seguintes alicerçam a sua reputação, nomeadamente Comboios Rigorosamente Vigiados, que inspirará um filme, tornado famoso e exibido há anos em Portugal.
Depois de 1968, dois livros de Hrabal, já impressos, foram destruídos e até 1976, não voltou a ser editado no seu país. Actualmente é um dos nomes mais prestigiados da literatura checa, com grande repercussão em todo o mundo. O leitor português que dele já conhece Eu Que Servi o Rei de Inglaterra tem agora à disposição esta célebre, insólita e sagaz história que se chama Comboios Rigorosamente Vigiados, sem favor uma obra-prima da narrativa contemporânea.

Comboios Rigorosamente Vigiados

de Bohumil Hrabal

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722100809
Editor: Editorial Caminho
Data de Lançamento: abril de 1990
Idioma: Português
Dimensões: 140 x 210 x 20 mm
Páginas: 90
Tipo de produto: Livro
Coleção: Uma Terra sem Amos
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789722100809
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Bohumil Hrabal

Bohumil Hrabal (1914-1997) é um dos maiores escritores checos do século XX, a par de Jaroslav Hašek, Karel Capek e Milan Kundera. Eterno compincha de caneca erguida nas tabernas de Praga, amigo da boa cerveja e de gatos (a ordem é aleatória), cedo se deixou seduzir pelos encantos da capital checa. Cursou Direito, que nunca exerceu, viveu a ocupação nazi e o estalinismo do pós-guerra, e teve um sem-fim de ofícios, nos quais beberia a inspiração para os seus livros: de ferroviário durante a guerra (Comboios Rigorosamente Vigiados, 1965, adaptado ao cinema em 1967) e prensador de papel (Uma Solidão Demasiado Ruidosa, 1976) a contraregra e telegrafista. As suas obras circularam clandestinamente após a Primavera de Praga, foram banidas e queimadas, e, a par de outros intelectuais, Bohumil Hrabal foi acossado pelo regime comunista e pelos censores do Estado. Distinguiu-se pela publicação de obras como Eu que Servi o Rei de Inglaterra (1971), A Terra Onde o Tempo Parou (1973) e Terno Bárbaro (1973), pelo humor grotesco e irreverente e pela obsessão com o discurso autêntico e pitoresco do seu povo. No seu último dia neste mundo, caiu da janela do quinto andar num hospital de Praga, ao dar de comer aos pombos.

(ver mais)
Filhos da Pátria

Filhos da Pátria

10%
Editorial Caminho
9,90€ 10% CARTÃO
O Dia das Calças Roladas

O Dia das Calças Roladas

10%
Editorial Caminho
10,90€ 10% CARTÃO
Uma Solidão Demasiado Ruidosa

Uma Solidão Demasiado Ruidosa

10%
Antígona
15,00€ 10% CARTÃO
portes grátis