Cartas Abertas aos Nossos Novos Senhores

de Alain Minc

editor: Gradiva, abril de 2004
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
«O conformismo mudou. Deixou de ser o velho conformismo burguês e passou a ser uma variante do «politicamente correcto». É apanágio dos senhores do momento: gays, feministas, comunitaristas, cruzados do movimento antiglobalização, apóstolos do populismo — entre outros.

O seu discurso é omnipresente, as suas exigências triunfam, os seus fantasmas passaram a fazer parte do imaginário colectivo. A sociedade abdicou perante eles, como outrora se curvou perante as classes dirigentes. Surpreendente mudança de perspectiva: a ideologia que se tornou dominante foi a dos que têm a inteligência de se apresentar como dominados.

«Nem Deus nem senhor»: por que razão não se aplicará o mais belo dos princípios aos nossos novos senhores? Porque escapam eles a qualquer interpelação? Por que razão a exibição dos sofrimentos passados ou da marginalização de outrora deverá deixá-los ao abrigo das críticas que, a justo título, nos fizeram a nós?

Dez cartas abertas aos nossos novos senhores para pôr fim a esse silêncio de chumbo.»

ALAIN MINC

Cartas Abertas aos Nossos Novos Senhores

de Alain Minc

Propriedade Descrição
ISBN: 9789726629504
Editor: Gradiva
Data de Lançamento: abril de 2004
Idioma: Português
Dimensões: 133 x 207 x 12 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 184
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Política > Política em Geral
EAN: 9789726629504
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Alain Minc

Alain Minc nasceu a 15 de abril de 1949 em Paris numa família de imigrantes judeus oriundos da Polónia. O seu pai, Joseph Minkowski, era dentista e membro do Partido Comunista. Alain Minc é formado pela École nationale supérieure des mines de Paris, pela Science Po e pela École nationale d'administration.
Em 1981, foi selecionado para ser um dos primeiros jovens líderes da Fundação Franco-Americana. Em 1991, fundou a sua própria empresa de consultoria, a AM Conseil. Foi presidente do conselho de supervisão do Le Monde. Está no Conselho de Administração da Criteria CaixaCorp desde 2007. É também membro do Conselho da Prisa, FNAC, Direct Energie,< i>Ingenico e Yves Saint Laurent.
Foi conselheiro de Edouard Balladur, François Pinault, Vincent Bolloré e do ex-presidente francês Nicolas Sarkozy. Foi criticado por criticar a posição do papa Bento XVI sobre a repatriação dos ciganos franceses em 2010.
É membro do Instituto Nicolas Berggruen. É também destinatário da Legião de Honra.
Desde dezembro de 2011, é Presidente do Conselho de Administração da Société des Autoroutes du Nord et de l'Est de la France (SANEF) que opera autoestradas no nordeste da França sob uma concessão do governo francês.

(ver mais)
El Alma De Las Naciones

El Alma De Las Naciones

10%
Antoni Bosch Editor, S.A.
19,37€ 10% CARTÃO
portes grátis
L'Ame Des Nations

L'Ame Des Nations

10%
GRASSET ET FASQUELLE
26,72€ 10% CARTÃO
portes grátis
As Mulheres e o Poder Local

As Mulheres e o Poder Local

10%
Edições Avante
7,50€ 10% CARTÃO
Gestão do Poder Diluído

Gestão do Poder Diluído

10%
Edições Colibri
18,90€ 10% CARTÃO
portes grátis