As Artes: Erradas, Crenças e Falsas Críticas

(Edição Português/Inglês)

de Nadir Afonso

editor: Chaves Ferreira Publicações, janeiro de 2005
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Edição numerada e assinada pelo autor.

…Tentar compreender os mecanismos da obra de Arte. Dissemos que todo o trabalho humano comporta uma actividade prática, perceptiva, sensorial, que é normalmente completada e elevada ao nível da razão, através duma acção mental paralela. Ora, na Arte, de modo insuspeito pela ciência estética, esta segunda e concomitante diligência, própria do raciocínio consciente, falha! As normas que regem a obra plástica são, na sua essência, acessíveis à sensibilidade intuitiva e inacessíveis a um entendimento intelectual. - Nadir Afonso

As Artes: Erradas, Crenças e Falsas Críticas

(Edição Português/Inglês)

de Nadir Afonso

Propriedade Descrição
ISBN: 9789729402999
Editor: Chaves Ferreira Publicações
Data de Lançamento: janeiro de 2005
Idioma: Português
Dimensões: 233 x 305 x 18 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 136
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Arte > Outras Artes Livros em Português > Literatura > Ensaios
EAN: 9789729402999
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Nadir Afonso

Nadir Afonso, diplomado em Arquitetura pela Escola de Belas-Artes do Porto. Em 1946, estudou pintura na École des Beaux-Arts de Paris, onde por interferência de Portinari obteve uma bolsa de estudo do governo francês. Até 1948 e novamente em 1951 foi colaborador do arquiteto Le Corbusier, e serviu-se algum tempo do atelier de Fernand Léger. De 1952 a 1954, trabalhou no Brasil com o arquiteto Óscar Niemeyer. Nesse ano regressou a Paris, retomou contacto com os artistas orientados na procura da arte cinética, desenvolvendo estudos sobre pintura que denominou «Espacillimité». A sua primeira grande exposição antológica aconteceu, em 1959, na Maison des Beaux-Arts em Paris, seguindo-se muitas outras, até aos dias de hoje.
Prémio Nacional de Pintura em 1967 e Prémio Amadeo de Sousa-Cardoso em 1969. Membro da Ordem Militar Santiago de Espada e da Academia Nacional de Belas-Artes. Doutor honoris causa pela Universidade Lusíada. Representado nos Museus de Lisboa, Porto, Amarante, Rio de Janeiro, S. Paulo, Budapeste, Paris, Wurzburg, Berlim, entre outros. Sobre a sua obra foi feita uma retrospetiva, que foi apresentada no Museu Soares dos Reis e no Museu do Chiado. Têm uma Fundação com o seu nome na terra onde nasceu, Chaves.

(ver mais)
Da Intuiçao Artística ao Raciocínio Estético

Da Intuiçao Artística ao Raciocínio Estético

10%
U.Porto Press
16,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
Universo e Pensamento e Outros Textos

Universo e Pensamento e Outros Textos

10%
U.Porto Press
20,00€ 10% CARTÃO
portes grátis