António, Um Rapaz de Lisboa

Livro 1

de Jorge Silva Melo

editor: Cotovia, abril de 1996
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
O texto de "António, um rapaz de Lisboa" foi elaborado num Seminário de Escrita Teatral organizado pelo Serviço Acarte da Fundação Calouste Gulbenkian entre 1 de Fevereiro e 14 de Março de 1995. A peça "António, um rapaz de Lisboa" estreou no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, em Setembro de 1995, no âmbito dos Encontros Acarte. Encenada por Jorge Silva Melo, contou com o desempenho dos actores: Lia Gama, Manuel Wiborg, Sylvie Rocha,Isabel Muñoz Cardoso, Paulo Claro, Marco Delgado, Joana Bárcia, Alfredo Nunes, Isabel Leitão. Em 2001, Jorge Silva Melo realizou o filme António um rapaz de Lisboa, com o referido elenco, Ivo Canelas, Miguel Borges, Glicínia Quartin, António Simão, Artur Ramos, José airosa, Luís Esparteiro, Luís Gaspar, Madalena Victorino, Nuno Lopes, Ricardo Aibéo, Teresa Roby, entre outros.


"Fomos mais ou menos 20 pessoas a fazê-lo: e durante 24 sessões juntos pensámos, errámos, perdemo-nos, encontrámos (de vez em quando houve uns "Eureka!" e isso foi bom) e discutimos e esquecemos e voltámos a pensar.
A pensar?
Sobre como é viver em Lisboa. Um rapaz viver em Lisboa. Uma rapariga, outra, uma mulher, outros rapazes.
Quando? Hoje.
Será como a gente escreveu? Se calhar não é. E depois?"
Jorge Silva Melo, in "Prefácio de quem vai à guerra", António, um rapaz de Lisboa.

António: ... estão a olhar para mim... para as minhas costas... o meu rabo... não me posso mexer... não olhem para mim assim... não... sabem como é?... ganhar a vida... não olhem para mim, a desenhar há quanto tempo estou eu aqui, nu em frente a estes gajos que olham para mim, o radiador ao pé para eu não ter frio, posso mexer de cinco em cinco minutos, agora não posso, mexi há bocado, não olhem para mim, estão a olhar-me para os braços, aquela gaja está a desenhar-me o braço direito, as veias saídas hoje estão as veias saídas... ou é da posição, estão a olhar para mim, a olhar para o meu rabo, não sabem, estão a desenhar... há quanto tempo estou aqui... modelo nu... há quanto tempo... ainda não posso mexer, ainda não... o radiador ao pé... ou é da posição... não costumo ter cãibras... ou é de hoje... não dormi... custa mais do que na semana passada... não olhem para mim assim, estão a desenhar-me o braço, o braço direito, na semana passada era outra posição... esta não sei, hoje custa mais, não sabem, não sabem, não olhem para mim, não olhem para mim assim, já posso mexer?
Jorge Silva Melo, António, um rapaz de Lisboa

António, Um Rapaz de Lisboa

de Jorge Silva Melo

Propriedade Descrição
ISBN: 9789728028480
Editor: Cotovia
Data de Lançamento: abril de 1996
Idioma: Português
Dimensões: 130 x 205 x 13 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 200
Tipo de produto: Livro
Coleção: Teatro
Classificação temática: Livros em Português > Arte > Artes de Palco Livros em Português > Literatura > Teatro (Obra)
EAN: 9789728028480
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Jorge Silva Melo

Jorge Silva Melo (Lisboa, 1948-2022) estudou na Faculdade de Letras de Lisboa e na London Film School. Fundou e dirigiu, com Luís Miguel Cintra, o Teatro da Cornucópia (1973/79). Bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, estagiou em Berlim junto de Peter Stein e em Milão junto de Giorgio Strehler.
Tradutor de várias obras teatrais, foi também autor de várias peças, crónicas, documentários, longas-metragens de ficção. Uma seleção dos seus artigos foi publicada pelos Livros Cotovia em 2008, com o título Século Passado. Foi diretor artiístico dos Artistas Unidos, grupo que fundou em 1995.

(ver mais)
Loucos por Amor

Loucos por Amor

10%
Relógio D'Água
7,93€ 10% CARTÃO
Escura Primavera

Escura Primavera

10%
Edições Afrontamento
10,00€ 10% CARTÃO
Novo Céu

Novo Céu

10%
Edições Afrontamento
8,00€ 10% CARTÃO
Teatro de Portalegre

Teatro de Portalegre

Envio até 10 dias úteis
10%
Edições Colibri
10,01€ 10% CARTÃO