10% de desconto

Antologia da Poesia Húngara

de Ernesto Rodrigues

editor: Âncora Editora, dezembro de 2002
Reúnem-se nesta Antologia da Poesia Húngara 320 poemas, escritos de 1448 a 1996, por 45 poetas húngaros, nascidos entre 1434 e 1959. Do humanista Janus Pannonius, com 37 epigramas tirados do latim, a József Attila, o mais representado (de quem se traduz um em francês), fica o leitor a conhecer Balassi, Zrínyi, Csokonai, Vörösmarty, Arany, Petófi, Ady, Babits e outros novecentistas entretanto vertidos nos últimos vinte anos. Recolhendo autores canónicos - mesmo os extraídos de uma já antiga, mas pioneira, Novíssima Poesia Húngara (Lisboa, 1985), também devida a Ernesto Rodrigues -, podem, agora, os portugueses ficar com uma ideia de literatura cuja distância, a começar pelo diverso sistema linguístico, já politicamente se esbate.

Antologia da Poesia Húngara

de Ernesto Rodrigues

Propriedade Descrição
ISBN: 9789727801008
Editor: Âncora Editora
Data de Lançamento: dezembro de 2002
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 229 x 19 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 302
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Poesia
EAN: 9789727801008
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Ernesto Rodrigues

Ernesto Rodrigues (Torre de Dona Chama, 1956), poeta, ficcionista, crítico, ensaísta e tradutor de húngaro, é professor na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e presidente de direção da Academia de Letras de Trás-os-Montes.

Principais obras: Várias Bulhas e Algumas Vítimas, novela, 1980; A Flor e a Morte, contos e novelas, 1983; Sobre o Danúbio, poesia, 1985; A Serpente de Bronze, romance, 1989; Torre de Dona Chama, romance, 1994; Histórias para Acordar, contos para a infância, 1996; Sobre o Danúbio / A Duna Partján, poesia e ficção, 1996; Pátria Breve, miscelânea, 2001; Antologia da Poesia Húngara, 2002. Na crítica e ensaio, seleccionamos: Mágico Folhetim. Literatura e Jornalismo em Portugal, 1998; Cultura Literária Oitocentista, 1999; Verso e Prosa de Novecentos, 2000; Visão dos Tempos. Os Óculos na Cultura Portuguesa, 2000; Crónica Jornalística. Século XIX, 2004; «O Século» de Lopes de Mendonça. O Primeiro Jornal Socialista, 2008; A Corte Luso-Brasileira no Jornalismo Português (1807-1821), 2008; 5 de Outubro ­- Uma Reconstituição, 2010. Responsável pelos 3 volumes de Actualização (Literatura Portuguesa e Estilística Literária) do Dicionário de Literatura dirigido por Jacinto do Prado Coelho (2002-2003), editou, entre outros, Padre António Vieira, Alexandre Herculano, Camilo Castelo Branco, Júlio Dinis, Ramalho Ortigão, Trindade Coelho, José Marmelo e Silva, António José Saraiva.

(ver mais)
Liliputine

Liliputine

10%
Editora Guerra & Paz
14,40€ 16,00€
A Terceira Margem

A Terceira Margem

10%
Editora Guerra & Paz
15,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
Cinco Séculos de Poesia

Cinco Séculos de Poesia

10%
Landy
17,45€ 10% CARTÃO
portes grátis