10% de desconto

A Sujeição das Mulheres

de John Stuart Mill

editor: Edições Almedina, setembro de 2006
Stuart Mill considerava que a subjugação de um sexo ao outro era «errada em si mesma» e constituía «um dos principais obstáculos ao progresso humano». O sistema social, no que aos direitos da mulher dizia respeito, era a continuidade da escravatura primitiva na medida em que as mulheres eram privadas de quaisquer direitos. Com efeito, estavam até pior do que se fossem escravas, pois os homens, não só lhes exigiam obediência, como também queriam o seu afecto!
(Do Prefácio)

A Sujeição das Mulheres

de John Stuart Mill

Propriedade Descrição
ISBN: 9789724028491
Editor: Edições Almedina
Data de Lançamento: setembro de 2006
Idioma: Português
Dimensões: 130 x 200 x 17 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 226
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Sociologia
EAN: 9789724028491
e e e e E

Leitura condensada, mas essencial!

Renata Ribeira

Leitura essencial para quem quer estudar a génese do Feminismo. Não é uma leitura leve, que se possa fazer ao fim do dia, depois de trabalhar 8 horas de forma intensa, mas mostra com clareza a posição da mulher no século XIX e os primeiros passos para os grandes triunfos que teríamos nos tempos seguintes. Quem o for ler com o intuito de usar em alguma investigação, trabalho e afins, aconselho terem um caderno para notas e post-its à mão. Surgirão várias dúvidas e pontos para cruzar com outras fontes e linhas de pensamento. É necessário olhar para o livro com o pensamento do período em que foi escrito, não com os olhos de hoje.

John Stuart Mill

John Stuart Mill (1806-1873) nasceu em Londres, no seio de uma família de origens modestas. O pai, filósofo e economista, deu-lhe uma educação rigorosa com o objetivo de criar um génio intelectual que desse continuidade à sua obra. Aos catorze anos, fez uma viagem ao Sul de França, e terá nascido aí o seu interesse pela política externa.
Em 1823, Mill foi nomeado assistente júnior no Departamento de Correspondência da Companhia Britânica das Índias Orientais. Um ano antes, tinha escrito os seus primeiros ensaios na revista Traveller. A partir daí, a sua produção literária cresceu sem interregnos. Mill possuía uma capacidade de trabalho verdadeiramente notável, exceto quando a doença e a depressão o impediam.
É conhecido principalmente pelos seus trabalhos nos campos da filosofia, ética, economia política e lógica, que influenciaram inúmeros pensadores e áreas do conhecimento. Defendeu o utilitarismo e é um dos mais proeminentes e reconhecidos defensores do liberalismo político, sendo as suas obras ainda hoje fontes de discussão e inspiração sobre as liberdades individuais.

(ver mais)
Sobre a Liberdade

Sobre a Liberdade

10%
Ideias de Ler
13,95€ 15,50€
Sobre a Liberdade

Sobre a Liberdade

10%
Edições 70
20,70€ 10% CARTÃO
portes grátis
Uma Vindicação dos Direitos da Mulher

Uma Vindicação dos Direitos da Mulher

10%
Antígona
18,50€ 10% CARTÃO
portes grátis
Carta sobre a Tolerancia

Carta sobre a Tolerancia

10%
Edições 70
16,40€ 10% CARTÃO
portes grátis