10% de desconto

A Minha Casa Não Tem Dentro

de António Jorge Gonçalves

editor: Abysmo, janeiro de 2017
A chave de A MINHA CASA NÃO TEM DENTRO encontra-se logo na frase que abre a novela (autobio) gráfica: «No dia 22 de fevereiro de 2016 - por causa de uma veia que rebentou no meu estômago - morri e regressei à vida, num acontecimento que atravessou espaço e tempo separando e unindo em simultâneo. Descrevê-lo com desenhos fez parte dessa viagem.»

Esta narrativa faz-se numa sucessão vertiginosa de imagens (marcador sobre papel e aguarela) fortíssimas, duras, mas sobretudo oníricas, de sonho e pesadelo, que mergulham raízes no grande oceano do imaginário, dos mitos fundadores, das representações da morte, da infância, do desenho e da música, enfim, da criação. Há uma mão, a do cuidado e da ameaça, a que se ergue da ruína e a que faz sombra, a mão do lápis. E uma menina, uma Alice que descobre, por detrás de uma cortina de sangue, o peso da mão, uma cidade que se monta e o grande circo do espectáculo.

Ninguém ficará indiferente a esta reflexão lúcida sobre a vida. E a morte.

A Minha Casa Não Tem Dentro

de António Jorge Gonçalves

Propriedade Descrição
ISBN: 9789898688422
Editor: Abysmo
Data de Lançamento: janeiro de 2017
Idioma: Português
Dimensões: 176 x 241 x 13 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 112
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Banda Desenhada > Outros
EAN: 9789898688422
António Jorge Gonçalves

António Jorge Gonçalves é ilustrador, performer visual, cartoonista e professor na Faculdade de Belas- -Artes da Universidade de Lisboa. É autor de diversos livros de banda desenhada, entre os quais a trilogia Filipe Seems (com Nuno Artur Silva) e os romances gráficos A Arte Suprema e Rei (com Rui Zink), pelos quais foi premiado no festival internacional de banda desenhada Amadora BD. Fez direção visual em várias peças de teatro e publicou semanalmente, entre 2004 e 2018, cartoon político nas páginas do Inimigo Público, tendo sido distinguido no World Press Cartoon. Em 2014, recebeu o Prémio Nacional de Ilustração pelo livro Uma Escuridão Bonita, com texto de Ondjaki. Nos últimos anos, as suas performances visuais de desenho digital têm percorrido o mundo, motivando colaborações com dezenas de artistas. Entre as suas publicações mais recentes, destacam-se Desenhos Efémeros, editado em 2018 pela Orfeu Negro, e Desenhar do Escuro (2021, edição de autor).

(ver mais)
Welcome to Paradise

Welcome to Paradise

10%
Orfeu Negro
15,30€ 17,00€
portes grátis
Desenhos Efémeros

Desenhos Efémeros

10%
Orfeu Negro
10,00€ 10% CARTÃO
Desenhar em Cima da Conserva

Desenhar em Cima da Conserva

10%
Arranha-céus
9,00€ 10% CARTÃO
Tratado do Esquecimento

Tratado do Esquecimento

10%
Edições Afrontamento
5,00€ 10% CARTÃO