Ganhe até 10€

A Casa de Pedro

Autobiografia

de Pedro Canavarro

editor: Oro, novembro de 2019
GANHE ATÉ 10€ i
Pedro Canavarro faz parte de uma geração fundamental para o nosso país. O seu relato regista o testemunho de vivências, de acontecimentos e de tempos marcantes para a História Contemporânea de Portugal: do Estado Novo às repercussões do Pós II Guerra Mundial; das lutas académicas de 1962, em Lisboa, às fracturas introduzidas na sociedade portuguesa pelo Maio de 68; da politização emergente do combate ao regime, que se agudiza a partir da 2.ª metade dos anos 60, com a contestação da Guerra do Ultramar, aos ecos da Primavera de Praga, da Guerra do Vietname e do make love not war.

Mas também notícias do activismo político de 1974 e de 1975, da crescente emancipação feminina, da revolução sexual, da vida universitária, o envolvimento na política partidária, a experiência no Parlamento Europeu, o pioneirismo da sua acção cultural, quer internamente, quer no estrangeiro.

Por esta obra passa o homem da esfera pública e o homem privado, cujo cosmopolitismo foi matriz para a assinatura da própria liberdade, no tempo vivido.

A Casa de Pedro

Autobiografia

de Pedro Canavarro

Propriedade Descrição
ISBN: 9789898893178
Editor: Oro
Data de Lançamento: novembro de 2019
Idioma: Português
Dimensões: 159 x 228 x 28 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 472
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Biografias
EAN: 9789898893178
Pedro Canavarro

Pedro Canavarro nasceu em Santarém a 9 de maio de 1937.
É licenciado em História e diplomado em Museologia.
Em 1966, criou o leitorado de Português em Tóquio, e, de 1968 a 1976, foi Professor Assistente na Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa.
Escritor e ensaísta, publicou diversas obras relacionadas com a investigação histórica, a cultura e o património, e foi coautor da "Enciclopédia para Jovens" sobre a História de Portugal e do Japão.
Em 1980, foi Comissário-Geral para a XVII Exposição de Arte, Ciência e Cultura, intitulada "Os Descobrimentos Portugueses e a Europa do Renascimento", realizada em Lisboa, em 1983, sob os auspícios do Conselho da Europa; em 1989 foi Comissário-Geral para a Exposição Portuguesa de "Arte Namban" integrada na Europália/89 Japão, em Bruxelas.
Foi Presidente da Associação de Defesa de Património Histórico-Cultural de Santarém, da Associação de Amizade Portugal-Japão, do Círculo Cultural Scalabitano, da Casa da Europa do Ribatejo e é membro efetivo da Academia Nacional de Belas-Artes.
Na década de 90, foi Presidente do Partido Renovador Democrático e deputado ao Parlamento Europeu.
Fundador e Presidente da Fundação Passos Canavarro – Arte, Ciência e Democracia, desde 2000.
Recebeu condecorações do Governo Português, Japonês, Brasileiro, do Conselho da Europa e da Cidade de Santarém.
Tem três filhos e dez netos.

(ver mais)