#POESIAÉPARATODOS

A propósito do Dia Mundial da Poesia, que se celebra a 21 de março, a WOOK desafiou seis personalidades a declamarem um poema à sua escolha. Todos os dias, vamos publicar um novo vídeo.
E ainda temos uma surpresa.
«Os Livros», de Manuel António Pina
Maria do Rosário Pedreira declama «de profundis amamus», de Mário Cesariny
Fernando Alvim declama «A Propósito das Estrelas», de Adília Lopes
valter hugo mãe declama «alguns homens discutem», um poema do seu novo livro
Francisco Louçã declama «Ode Aos Livros Que Não Posso Comprar», de Jorge de Sena
Manuela de Melo declama «Confissão Póstuma De Um Tal Que Traiu Os Antepassados», de Rui Lage
Luís Filipe Castro Mendes declama «Trabalho Poético», de Nuno Júdice

Acompanhe-nos.

Subscreva!