Pepetela é o vencedor do Prémio Casino da Póvoa/Correntes d' Escritas

Pepetela
Sua Excelência, de Corpo Presente foi escolhido por unanimidade
O romance Sua Excelência, de Corpo Presente, do escritor angolano Pepetela é o vencedor do Prémio Literário Casino da Póvoa/Correntes d’Escritas 2020, sucedendo, assim, ao poeta Luís Quintais, que venceu em 2019 com a obra A Noite Imóvel (Assírio & Alvim).

Uma obra corajosa e original sobre um ditador africano que jaz morto no meio do salão. Durante a sua própria despedida, o ditador observa os seus familiares e outras dignidades do Estado, analisa as suas intenções e relembra o seu percurso político, revelando os bastidores de um poder que corrói.
Só que, mesmo morto, Sua Excelência não tenciona deixar a sua sucessão em mãos alheias...
Entre os 120 livros a concurso, esta obra foi escolhida por unanimidade do júri, constituído por Ana Daniela Soares, Carlos Quiroga, Isabel Pires de Lima, Paula Mendes Coelho e Valter Hugo Mãe, que realçou «a originalidade do estratagema narrativo eficaz para denunciar com ironia uma história de nepotismo e abuso de poder próprios de sistemas totalitários (…) e que «estabelece fortes pontos de contacto com a realidade atual». O prémio tem um valor de 20 mil euros.

Por motivos de saúde, o escritor não pôde estar presente no festival literário, que decorreu de 15 a 23 de fevereiro na Póvoa de Varzim, mas fez questão de agradecer à organização e aos jurados «por esta honra e pelo encorajamento para persistir na escrita.»

Em 1997, Pepetela venceu o Prémio Camões 1997, tornando-se no primeiro escritor angolano a conquistar o prestigiado galardão.
 
SINOPSE DA OBRA PREMIADA
«Num enorme salão deitado num caixão jaz um ditador africano. Está morto, mas vê, ouve e pensa. Assim estirado, aprisionado num corpo sem vida, mas na posse das suas faculdades intelectuais, só lhe resta entreter-se a recordar as peripécias vividas com muitos dos que lhe vieram dizer adeus, entre os quais se encontram diversos familiares, a primeira-dama (e as outras mulheres e namoradas), os numerosos filhos e as altas dignidades do Estado. Ao relembrar a sua vida, o percurso que o levou a presidente e os muitos anos como chefe de Estado, vai-nos revelando os meandros do poder político, o nepotismo que o corrói e os vários abusos permitidos a quem o detém.»

Livros relacionados

Wook está a dar

Subscreva!