LIVRO DO MÊS: SEROTONINA

Florent-Claude é um homem de 46 anos, cínico e sem esperança. À medida que vai deixando para trás o emprego, a namorada e até a própria casa, refugia-se no passado e descobre Captorix, um antidepressivo que lhe permite enfrentar o dia a dia mesmo que com um custo elevado.

Serotonina é um romance sobre a angústia masculina na atualidade, através do olhar desesperado de um homem de meia-idade pertencente à classe média alta, com recursos económicos mas com uma vida profissional medíocre, uma afetividade destroçada e uma sexualidade declinante.

Nos escombros de um mundo sem valores, rendido à produtividade e ao vazio do sucesso individual, o narrador revisita a sua intimidade e descobre que não tem saída. Apenas o antidepressivo lhe permite manter uma aparência de vida, embora o seu médico lhe diga que ele está a morrer de desgosto.

Michel Houellebecq, um dos autores franceses mais controversos da atualidade, está de regresso com uma escrita limpa e impiedosa, onde nada escapa ao seu escrutínio voraz.

Subscreva!