Leituras de verão: wook recomendam os autores

As próximas linhas não são da nossa responsabilidade, mas não as podíamos ter deixado em melhores mãos. De áreas tão díspares quanto o cinema, a literatura, a política, o jornalismo ou a ilustração, todos têm algo em comum: um trabalho que nos inspira muito e um profundo amor aos livros.

Ana Luísa Amaral, Clara Não, Francisco Louçã, Mário Augusto, Paulo Moura e Richard Zimler sugerem-nos leituras para este verão [esteja ele onde estiver.]
ANA LUÍSA AMARAL, POETA
LEITE DERRAMADO
CHICO BUARQUE
«Um grande poeta e romancista. Justíssimo Prémio Camões.»
A MULHER QUE CORREU ATRÁS DO VENTO
JOÃO TORDO
«Um belíssimo romance. A história de quatro mulheres em quatro momentos da História. Fascinante.»
ANTOLOGIA DE POESIA PORTUGUESA ERÓTICA E SATÍRICA
NATÁLIA CORREIA
«Reedição de uma obra que causou o escândalo entre a sociedade portuguesa dos anos 60, tendo dado lugar a um processo de tribunal. Uma antologia de poemas eróticos absolutamente única, com belas ilustrações de Cruzeiro Seixas.»
CLARA NÃO, ILUSTRADORA
COMO SE DESENHA UMA CASA
MANUEL ANTÓNIO PINA
«Manuel António Pina “desenha uma casa” pela imaginação. Deambula sobre a sua definição. Quer sempre dizer muito mais do que as palavras que escreve, e nós ouvimo-lo com gosto.»
PERSÉPOLIS
MARJANE SATRAPI
«Numa autobiografia em BD, Satrapi ilustra-nos como é ser e crescermulher no Irão, e conta-nos a história de uma forma honesta, sem paninhos quentes, e sempre com um raio de sol de humor.»
NOVAS CARTAS PORTUGUESAS
MARIA ISABEL BARRENO, MARIA TERESA HORTA E MARIA VELHO DA COSTA
«Um marco histórico do feminismo português, lançado antes do 25 de Abril. Fala sobre a sexualidade feminina sem a turvação da moralidade e do recato pedido à mulher. Fez barulho e mostrou que não podemos ficar caladas.»
FRANCISCO LOUÇÃ, PROFESSOR UNIVERSITÁRIO
STALINGRAD
VASSILY GROSSMAN
«É a sequela de um livro traduzido em português, Vida e Destino, um dos grandes retratos épicos da invasão nazi e da resistência soviética, que foi censurado no seu país. Grossman foi um autor suspeito e este seu livro sobre a batalha de Estalinegrado só foi publicado com algumas partes censuradas. Marcado pelas condições de vigilância em que foi escrito, a publicação deste livro lembra um dos grandes escritores russos do século XX.»
ANTOLOGIA DE POESIA ERÓTICA E SATÍRICA
NATÁLIA CORREIA
«Um livro que foi proibido pela censura salazarista, um fresco de poesia erótica de todos os tempos, pícara, picante, ingénua por vezes, divertida sempre.»
PINTADO COM O PÉ
DJAIMILIA PEREIRA DE ALMEIDA
«Uma narrativa sobre o dia a dia, reunindo textos dispersos de uma escritora fulgurante.»
MÁRIO AUGUSTO, JORNALISTA
A CASA GRANDE DE ROMARIGÃES
AQUILINO RIBEIRO
«Era uma das minhas lacunas de leitura da literatura portuguesa. Sempre me encantou a obra que conhecia melhor de Aquilino, pois li cedo - ainda estudante - os livros Quando os Lobos Uivam e Terras do Demo. Mas se não fosse uma tertúlia de amigos em que se falou com entusiasmo d’ A Casa Grande de Romarigães, não o teria procurado. Fiquei encantado e acho que Aquilino Ribeiro tem neste livro uma das melhores narrativas que certamente poderiam resultar numa grande série de televisão como retrato de um país diferente.»
MADE IN AMERICA
BILL BRYSON
«Para leitura de verão, é um dos melhores autores. A forma simples como conta a história das coisas e dos lugares arrastam-nos por uma sabedoria aparentemente de bolso, mas cheia de pormenores e um humor muito subtil como só este autor sabe criar. Poderia destacar outros dos livros dele, pois já os li todos, mas este em particular revela-se um divertido retrato da América.»
À PROCURA DE SANA
RICHARD ZIMLER
«Conheço há muitos anos, do Porto e da Escola de Jornalismo, o escritor Richard Zimler. Sempre me encantou a sua escrita, e este livro, uma história intensa e rica na narrativa, encanta-me ainda mais, por ser de um autor que sigo desde sempre e que me continua a surpreender.»
PAULO MOURA, JORNALISTA E ESCRITOR
A CAPITAL
ROBERT MENASSE
«Se queremos compreender a União Europeia atual, o melhor é ler [Robert] Menasse, que deixou os cafés de Viena, onde costuma escrever, para viver anos em Bruxelas. O resultado é A Capital, um romance sobre os meandros da burocracia europeia, implacável e profundamente divertido. Ao contrário do que inexplicavelmente diz a contracapa desta edição, este não é o primeiro romance de Menasse publicado em Portugal. O excelente A Expulsão do Inferno (Ulisseia, 2005) relata a fuga dos judeus portugueses para Amesterdão, no século XVII.»
ESPAÇO PARA SONHAR
DAVID LYNCH E KRISTINE McKENNA
«Nesta biografia pouco convencional, o cineasta e uma jornalista alternam capítulos, comentando-se mutuamente. Flashes inesquecíveis sobre a mente formidável de Lynch.»
DEUS-DARÁ
ALEXANDRA LUCAS COELHO
«O Brasil nunca foi fácil, mas agora tornou-se enigma, pelo menos para nós, portugueses, que o deveríamos conhecer melhor do que ninguém. Deus-dará ajuda-nos a entender o Brasil e a nós. Romance de cinco séculos e sete dias, para ler hoje.»
RICHARD ZIMLER, ESCRITOR
MARIA ÁNTONIA
WILLA CATHER
«A história de Ántonia, uma rapariga originária da Boémia, que se muda com a sua família pobre para uma zona rural dos EUA (Nebraska) no princípio do século XX. O narrador é Jim Burden, um grande amigo dela (e provavelmente apaixonado por ela também). Cather é um romancista inteligente e sensível e este romance é a sua obra-prima. Comoventíssimo.»
CASEI COM UM COMUNISTA
PHILIP ROTH
«Um romance muito perspicaz que explora o efeito devastador da campanha anti-comunista do Senador Joseph McCarthey, sobre um ator conhecido de um drama radiofónico, Ira Ringold, e também sobre toda a comunidade judaica dos EUA. Recomendo particularmente para quem quer conhecer melhor a história da América dos anos 50 do século passado.»
LUZ EM AGOSTO
WILLIAM FAULKNER
«Uma narrativa muito complexa sobre Joe Christmas, um violento contrabandista no Mississípi. Christmas tem pele clara, mas os seus pais adotivos dizem-lhe que tem ascendência afro-americana, e este segredo “vergonhoso” cria nele um auto-ódio profundo. Um perturbante e trágico romance de Faulkner, um dos mais influentes escritores do século XX.»

Wook está a dar

Subscreva!