Correntes d' Escritas: a vigésima e maior edição de sempre

Correntes d’Escritas 2019
O Correntes d’Escritas celebra 20 anos e tem uma programação de luxo
O mais antigo festival literário do país, o Correntes d’ Escritas, comemora 20 anos e apresenta a maior edição de sempre.

De 16 a 27 de fevereiro, a Póvoa de Varzim recebe, em diferentes lugares da cidade, um programa extenso e um painel de luxo: seis Prémios Saramago, três Prémios Camões, um Prémio Cervantes e cinco Prémios Literários Casino da Póvoa, num total de 140 escritores e 20 países representados.

Quer isto dizer que entre os convidados constam nomes como Ana Luísa Amaral, Lídia Jorge, Germano Almeida, Hélia Correia, João Tordo, Bruno Vieira Amaral, Valter Hugo Mãe, Juan Gabriel Vásquez, Miguel Sousa Tavares, Isabel Rio Novo, Ondjaki, Gonçalo M. Tavares, Carlos Vaz Marques ou Sérgio Godinho.

Nas mesas redondas, eixo central da programação do CdE, serão discutidos «reptos ou provocações» retirados «de livros finalistas dos Prémios Literários ou criados pela organização», refere o comunicado.
E o centenário de Sophia de Mello Breyner não será esquecido.
PRÉMIOS LITERÁRIOS
Entre as várias sessões de lançamentos de livros, conferências, mesas redondas e tertúlias, haverá, como é habitual, a entrega de quatro Prémios Literários.
O Prémio Literário Casino da Póvoa, nesta edição, destina-se a livros de poesia, publicados entre julho de 2016 e junho de 2018, publicados em português, em Portugal, de autores de expressão ibérica. São 12 os candidatos. O prémio tem um valor pecuniário de 20 mil euros.

O Prémio Literário Correntes d’ Escritas Papelaria Locus premeia um poema inédito escrito em português por jovens de língua portuguesa com idades compreendidas entre os 15 e os 18 anos.

O Prémio Conto Infantil Ilustrado Correntes d’ Escritas Porto Editora visa distinguir trabalhos coletivos, inéditos, escritos por alunos do 4.º ano do 1º. ciclo do ensino básico, acompanhados pelo(a) professor(a).

E, por fim, o Prémio Fundação Dr. Luís Rainha Correntes d’ Escritas destina-se a um livro inédito de ficção literária – prosa ou poesia – sobre a Póvoa de Varzim. Podem concorrer autores de países de expressão ibérica. O Prémio é de 2000 euros.
O anúncio das obras premiadas vai ser feito na sessão de abertura da 20.ª edição do Correntes d’ Escritas – Encontro de Escritores de Expressão Ibérica, e a entrega do Prémio vai ocorrer na sessão de encerramento, em cerimónia pública, do Correntes d’Escritas.
Correntes d’ Escritas 2019 – Programação

Wook está a dar

Subscreva!