Autor da semana: J. K. Rowling

J. K. Rowling é a mãe da saga de magia que encantou muggles, potterheads e já vendeu mais de 450 milhões de exemplares.
J. K. Rowling é uma das escritoras mais célebres de sempre, graças à série de livros Harry Potter, que, com sete volumes publicados entre 1997 e 2007, vendeu mais de 450 milhões de exemplares, foi traduzida para 74 línguas e deu origem a oito filmes, tendo-se tornado num fenómeno global. J. K. nasceu Joanne Rowling (sem qualquer K. no meio) em 1965, perto de Bristol, e cresceu rodeada de livros, tendo começado a escrever histórias aos seis anos. “Era o típico ratinho de biblioteca, com óculos e tudo”, diz. A ideia de Harry Potter, um jovem órfão que descobre ser feiticeiro e vai estudar para uma escola de magia, Hogwarts, surgiu-lhe em 1990, enquanto viajava de comboio entre Manchester e Londres. Nos anos seguintes Jo trabalhou na estrutura da série, criando gradualmente um monte de notas rabiscadas em pedaços de papel. Levou esse material consigo quando se mudou para Portugal, para ensinar inglês no Porto, onde casou e, em 1993, teve uma filha. Nesse mesmo ano, com o fim do casamento, regressou ao Reino Unido já com os três primeiros capítulos de Harry Potter e a Pedra Filosofal na mala. O livro foi publicado em 1997, sob o nome de J.K. Rowling, porque o editor achava que Joanne, um nome claramente feminino, poderia afastar o público-alvo da obra: rapazes. Quando lhe foi pedido que usasse apenas iniciais, Jo acrescentou o “K” de Kathleen, a sua avó. Para além dos sete romances de Harry Potter, Rowling escreveu também três pequenos volumes que são nada mais nada menos que os manuais usados pelos alunos de Hogwarts: Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los, O Quidditch Através dos Tempos e Os Contos de Beedle, o Bardo.
A autora, J. K. Rowling
A autora da semana na WOOK
"A felicidade pode ser encontrada mesmo nas horas mais sombrias, se nos lembrarmos de acender a luz."
DEPOIS DE CONCLUÍDA A SAGA
J. K. Rowling
J. K. Rowling | Créditos: Facebook da autora
Depois de ter concluído a saga, publicou em 2012 o seu primeiro romance para adultos, Uma Morte Súbita, adaptado para televisão pela BBC. Com o pseudónimo de Robert Galbraith, escreve também a série de policiais centrada no detetive privado Cormoran Strike, cujo primeiro livro, Quando o Cuco Chama, chegou às livrarias em 2013 sem que se conhecesse a verdadeira identidade da autora. Em 2016 Joanne regressou ao universo da magia, colaborando na criação de uma peça de teatro, Harry Potter e a Criança Amaldiçoada. Estreou-se também no cinema, escrevendo o guião para o filme Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los, uma prequela de Harry Potter e o primeiro de uma série de cinco filmes da sua autoria. Atualmente vive em Edimburgo com o marido e os filhos. Apoia diversas causas de solidariedade social e é fundadora da Lumos, uma organização que ajuda crianças desfavorecidas. Recebeu inúmeros galardões, incluindo a Order of the British Empire, a Legião de Honra Francesa e o Prémio Hans Christian Andersen. Mas como disse a apresentadora americana Oprah, a maior dádiva de Harry Potter foi provavelmente ter devolvido ao mundo a liberdade de usar a imaginação.

Livros relacionados

Wook está a dar

Subscreva!