Autor da semana: George R. R. Martin

George R. R. Martin não só escreveu a saga de fantasia mais vendida, elogiada e premiada dos últimos 50 anos como trabalhou dez anos em Hollywood como escritor e produtor de diversas séries e filmes de grande sucesso. Hoje partilhamos dez curiosidades que os verdadeiros fãs têm de saber sobre o escritor.
George R. R. Martin
George R. R. Martin
UM
George R.R. Martin é um autor norte-americano que escreve livros de fantasia, terror, ficção científica e guiões para televisão. Tornou-se mundialmente célebre graças à saga de fantasia épica As Crónicas de Gelo e Fogo, que foi adaptada para televisão como A Guerra dos Tronos, com enorme sucesso.
DOIS
Muitas vezes referido como GRRM, o escritor nasceu George Raymond Martin (tendo escolhido depois acrescentar “Richard” ao próprio nome) em 1948, em Bayonne, Nova Jersey. Atualmente vive em Santa Fé, Novo México.
TRÊS
Formou-se em jornalismo na Northwestern University e começou a escrever muito cedo, ainda durante a infância. Vendia as suas histórias acerca de monstros às crianças da vizinhança por um penny. Mais tarde, já no secundário, tornou-se fã de banda desenhada e, além de colecionar comics, dedicou-se a escrever para fanzines. A sua primeira venda profissional foi em 1970, aos 21 anos, com a história “The Hero” [O Herói], que saiu na revista Galaxy.
QUATRO
Só passou a dedicar-se à escrita a tempo inteiro em 1979. Até então acumulava essa função com a de professor de jornalismo e inglês, para além de organizar torneios de xadrez.
CINCO
Entretanto mudou-se para Hollywood e durante os anos 80 trabalhou como guionista da icónica série de TV Twilight Zone. Atualmente é coprodutor executivo da Guerra dos Tronos, tendo escrito quatro episódios da série. Como espetador, gostou de acompanhar Roma e Battlestar Galactica.
SEIS
Em 1991, Martin regressou à escrita de livros, dando início àquela que se tornaria numa das mais bem sucedidas sagas de sempre, As Crónicas de Gelo e Fogo, inspirada na Guerra das Rosas e no clássico Ivanhoe.
SETE
Inicialmente pensada como uma trilogia, a série conta atualmente com cinco volumes, estando previstos sete na edição original. O primeiro, A Guerra dos Tronos, foi publicado em 1996; em 2005, O Festim dos Corvos subiu ao número 1 da lista de best-sellers do The New York Times, tal como viria a acontecer depois com A Dança dos Dragões.
As Crónicas de Gelo e Fogo - Livro 1
As Crónicas de Gelo e Fogo - Livro 1
OITO
A série tem recebido rasgados elogios da crítica, do público e de outros autores. Em 2012, A Dança dos Dragões foi finalista dos prémios Hugo, World Fantasy, Locus Poll e British Fantasy e, em 2015, o escritor e crítico da Time, Lev Grossman, chamou a Martin o “Tolkien americano".
NOVE
Apesar das cenas de violência tão icónicas dos seus livros, Martin é objetor de consciência, por isso, em vez de participar na Guerra do Vietname, prestou serviço comunitário, colaborando com a organização VISTA.
DEZ
Acerca da fantasia, diz que é “prata e escarlate, índigo e azul, obsidiana raiada a ouro e lapis lazuli. A realidade é contraplacado e plástico, é feita de castanho-lama e verde baço. A fantasia sabe a habaneros e mel, canela e cravo-da-índia, carne vermelha rara e vinhos tão doces como o verão. A realidade é feijão e tofu, e cinzas no final. A realidade são os shoppings de Burbank, as chaminés de Cleveland, uma garagem em Newark. A fantasia é as torres de Minas Tirith, as antigas pedras de Gormenghast, os salões de Camelot. A fantasia voa nas asas de Ícaro, a realidade na Southwest Airlines. Por que é que os nossos sonhos ficam tão pequenos quando finalmente se tornam realidade? Acho que lemos fantasia para redescobrirmos as cores. Para saborearmos especiarias fortes e ouvirmos as canções das sereias. Há algo antigo e verdadeiro na fantasia, que comunica com uma parte profunda de nós, com a criança que sonhava um dia caçar em florestas à noite, banquetear-se em vales e encontrar o amor verdadeiro, nalgum lugar a sul de Oz e a norte de Shangri-La. Podem ficar com o vosso paraíso. Quando eu morrer, prefiro ir para a Terra Média.”


Fontes: www.georgerrmartin.com

Wook está a dar

Subscreva!