Jane Austen: 13 pérolas de sabedoria

Há 200 anos deixava-nos Jane Austen, a romancista inglesa que nos deu Mr. Darcy e Elizabeth Bennet, além de outras heroínas que irão ficar connosco para sempre. Duzentos anos após a sua morte, a obra da escritora continua bastante atual. Em jeito de tributo, hoje decidimos recordar 13 lições que aprendemos com os livros de Jane Austen.
Sensibilidade e Bom Senso
"Desejo, como todos os mortais, ser perfeitamente feliz; mas, como todos os mortais, quero ser feliz à minha maneira."

"Quanto mais conheço o mundo, mais me convenço de que nunca encontrarei um homem a quem possa realmente amar."
A abadia de Northanger
"Uma pessoa, homem ou mulher, que não encontra prazer na leitura deve ser intoleravelmente estúpido."

"Não há nada que eu não faça pelos meus verdadeiros amigos. Não está na minha natureza amar as pessoas pela metade."

"A amizade é sem dúvida o melhor bálsamo para as dores de amor não correspondido."
Ema
"O negócio pode trazer dinheiro, mas a amizade raramente o faz."

"Metade do mundo não consegue entender os prazeres da outra metade."

"Existem pessoas que, quanto mais nós fazemos por elas, menos elas fazem por elas mesmas."
Mansfield Park
"Estava tão ansiosa por fazer a coisa certa que me esqueci de fazer a coisa certa."

"Não deixemos que uma boa ação seja estragada por uma ninharia."

"O egoísmo deve ser sempre perdoado porque não há esperança de cura."
Orgulho e Preconceito
"Uma amizade de quinze dias é, de facto, muito pouco. É impossível conhecer um homem em tão pouco tempo."

"É uma verdade universalmente reconhecida que um homem rico e solteiro precisa de uma esposa."
Persuasão
Citação extra: "Odeio ouvir falar sobre as mulheres como se elas fossem ‘senhoras finas’ ao invés de criaturas racionais. Ninguém quer viver em águas calmas toda a vida."

Livros relacionados

Wook está a dar

Subscreva!