7 livros para ler (muito) devagar

Caro leitor,

Se está em contagem decrescente para as férias ou já a desfrutar do merecido descanso, não deixe de espreitar estas sugestões. Para apreciar a lentidão, sete odes à preguiça e ao dolce far niente, porque devagar se vai ao longe...
7 livros para ler (muito) devagar
7 livros para ler (muito)devagar
HISTÓRIA DE UM CARACOL QUE DESCOBRIU A IMPORTÂNCIA DA LENTIDÃO
No País do Dente-de-Leão, um caracol não se conforma e parte em busca dos motivos da sua própria lentidão. Afinal, por que andam todos tão devagar? Sepúlveda lança um convite aos leitores, miúdos e graúdos, para que entrem (muito lentamente, claro!) nesta fábula sobre a verdadeira coragem e o papel da memória.
Começar a ler »
O DIREITO À PREGUIÇA
Num registo coloquial, bucólico e metafórico, Miguel Torga transforma uma série de animais, os bichos, em seres humanos capazes de agir e reagir ao meio. Uma ambiguidade permanente entre o humano e o irracional, que data de 1940.
Quero ler! »
A LENTIDÃO
Com a mestria que lhe é característica, numa história que entrelaça o tempo passado e o presente, Milan Kundera oferece aos leitores duas histórias de sedução: uma no séc. XVIII e a outra no presente. Esta narrativa surpreendente contrapõe a velocidade dos nossos dias e o desejo de esquecer à lentidão, permitindo-nos recordar e ver o mundo de outra forma.
Ler mais »
OBLOMOV
Oblomov, um funcionário público reformado aos 32 anos, é o protagonista deste clássico russo. É o procrastinador por excelência, a personificação da preguiça. Tudo nesta personagem tende para o tédio e para a inação, ao ponto de a palavra “oblomovite” ser usada na Rússia para descrever aqueles que exibem sintomas de agudos de preguiça. Uma sátira imperdível!
Começar a ler! »
O MUNDO DE GARFIELD 1978-1983
Quem resiste ao gato mais preguiçoso do mundo? Sarcástico, apreciador de lasanha e inimigo confesso do exercício, do despertador e das segundas-feiras, Garfield é capaz de alegrar leitores de todas as idades enquanto dificulta a vida do dono, Jon, e do pobre Odie. Aprender a arte da preguiça é simples com um mestre assim!
Quero ler! »
ELOGIO DA LENTIDÃO
Num mundo frenético em que estamos sempre ligados e a correr para mais um compromisso, Lamberto Maffei, médico e cientista, questiona este constante estado de hiperatividade. Analisando a forma como o cérebro desenvolveu reações rápidas e respostas automáticas para garantir a sobrevivência, o autor faz uma apologia do pensamento lento – o que permite a reflexão profunda e dá lugar à memória.
Quero ler! »
O AROMA DO TEMPO
Uma reflexão sobre a arte da demora como forma de resistência à dispersão do mundo moderno. Byung-Chul-Han desafia-nos a pensar sobre o mundo em rede, em que a aceleração e a constante novidade impedem a construção de um sentido, e propõe a recuperação da capacidade contemplativa através da qual “a vida ganha tempo e espaço, duração e amplidão”.
Quero ler! »

Wook está a dar

Subscreva!